Conecte-se conosco

Guarabira

Projeto de pesquisa do CH desenvolve estudos sobre conflitos e dependências por recursos hídricos

Publicados

em

Compreender o processo de conflitos e dependências por recursos hídricos a partir das dinâmicas territoriais, socioeconômicas e socioambientais. Esse foi o propósito que impulsionou a idealização do projeto de pesquisa “Território das águas no Semiárido: conflitos e dependências por recursos hídricos na Bacia hidrográfica do Curimataú entre a Paraíba e o Rio Grande do Norte – Nordeste do Brasil”. Trata-se de uma iniciativa coordenada pelo professor Belarmino Mariano Neto, com colaboração do professor Leandro Paiva do Monte Rodrigues, ambos do Departamento de Geografia do Centro de Humanidades (CH), Campus III da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), situado em Guarabira.

O projeto, que está entre as 45 propostas de pesquisa da Instituição aprovadas pelo Edital PROPESQ 2017, estabeleceu como objetivo específico, dentre outras prioridades, a análise da bacia hidrográfica do rio Curimataú em territórios paraibano e norteriograndense. De acordo com o professor Belarmino Mariano, a execução das atividades de campo se dará por meio de dez expedições, durante o período de dois anos. “As ações empíricas serão aplicadas em cinco etapas, sendo cada uma delas constituídas por duas expedições aos locais de estudo. Além disso, será realizado um levantamento bibliográfico e uma análise de documentos e imagens”, explicou o professor.

A pesquisa em foco compreende uma nova etapa de estudo, mais aprofundada em  comparação ao trabalho científico realizado anteriormente por meio de Edital PIBIC. Segundo o coordenador, o método a ser aplicado é baseado na análise geográfica das dimensões espaço/tempo e sociedade/natureza. “Pretende-se sistematizar eixos de estudo na bacia do rio a partir do alto/nascentes, médio curso e foz do rio Curimataú, com o intuito de diagnosticar as reais condições ambientais da área em questão, considerando sua morfometria e dinâmica fluvial. Dessa forma, será construído um Diagnóstico Socioambiental (DSA) do vale do rio Curimataú e um modelo teórico-metodológico sobre a formação territorial da bacia do Curimataú para a análise geopolítica da água como objeto de disputa e poder”, ressaltou o docente.

Para o professor, o projeto reconhece a importância da relação entre o conhecimento científico e o saber popular, pois possibilita a interação entre pesquisadores, educandos, colaboradores e comunidades. “Acreditamos que muitos trabalhos acadêmicos sobre a bacia, apontando possíveis formas de planejar o espaço estudado, irão ser produzidos por professores e estudantes da graduação em Geografia, bem como da Pós-Graduação Lato Sensu em Geografia e Território: Planejamento Urbano, Rural e Ambiental”, avaliou o professor Belarmino.

 

Ascom-CH

Guarabira

IDMP realiza gincana infantil que termina em festa! Confira!

Publicados

em

Fotos: brejo.com

Foi realizado no dia 21 de julho de 2018 uma gincana do departamento infantil da IDMP – Igreja de Deus Missionária Pentecostal, na ocasião foi comemorado o aniversário de Ana Lúcia, professora do departamento infantil. Confira nas fotos abaixo como foi a comemoração.

Do brejo.com

Continue lendo

Guarabira

Prefeitura fará revitalização urbana e cultural no trecho conhecido como “Beco da Candeia”

Publicados

em

A Prefeitura de Guarabira está realizando diversas melhorias em toda a extensão da Rua Antônio André da Silva e principalmente no trecho popularmente conhecido como “Beco da Candeia”, localizado entre a sede do IAPM – Instituto de Assistência e Previdência Municipal e a Praça Antônio Guedes, em frente ao Teatro, no Centro. Conforme Zenóbio, esta via receberá pavimentação asfáltica e suas paredes serão transformadas em painéis onde artistas da cidade possam pintar e aplicar azulejos.

Haverá também uma melhor Iluminação no local, possibilitando aos transeuntes segurança e possibilidade de contemplar belas obras Naïf, tornando o popular beco numa extensa galeria permanente a céu aberto e a continuidade dos trabalhos que darão a Guarabira o título de “Capital Nacional da Arte Naïf”, onde podemos contar com o Museu de Arte Naïf localizado no Casarão da Cultura e o sucesso e repercussão gerada em torno do Festival Internacional de Arte Naïf, no CEDOC.

Codecom/PMG

Continue lendo

Guarabira

Espaços públicos são revitalizados e ganham a arte naif e xilogravura em Guarabira

Publicados

em

A Secretaria de Cultura e Turismo de Guarabira iniciou nesta segunda-feira (16) os trabalhos de revitalização nos espaços públicos com obras de arte. A iniciativa visa contemplar a parceria entre a Prefeitura e os artistas locais na propagação de obras naif e xilogravura, colorindo alguns pontos e dando vida aos espaços públicos da cidade.

A ação deu início na ponte localizada na Av. Osmar de Aquino, no Centro. Da mesma forma, outras pontes também receberão esta intervenção artística, tal como o Beco de Candeia, conforme adiantou o prefeito Zenóbio.

Guarabira vem se destacando no cenário artístico, sendo apontado como a “Capital Nacional da Arte Naif” pelos artistas que participaram do 1º Festival Internacional da Arte Naif (FIAN), uma vez que Guarabira atualmente é a única cidade do país a manter um espaço público dedicado à exposição de obras deste estilo.

Codecom/PMG

Continue lendo

Mais Lidas