Conecte-se conosco

Policial

Operação prende integrantes de facção criminosa na Grande João Pessoa

Publicados

em

Foto: Divulgação

Pelo menos 19 pessoas foram presas até as 10h30 desta terça-feira (4) na Região Metropolitana de João Pessoa em uma megaoperação contra integrantes de facções criminosas em 15 unidades da federação. Batizada de Operação Hidra, na Paraíba a ação foi deflagrada pela Polícia Civil, pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e pela Secretaria de Administração Penitenciária do estado.

Os detalhes da Operação Hidra foram explicados durante uma coletiva de imprensa, realizada às 10h (horário local) na Central de Polícia Civil de João Pessoa. Conforme a Polícia Civil, a operação começou na noite da segunda-feira (3).

Ainda conforme a polícia, 11 pessoas foram presas da segunda até esta terça e oito pessoas que já estavam em presídios também foram alvos de mandados de prisão. Elas já estavam detidas por outros crimes mas estariam atuando com o grupo investigado na Operação Hidra a partir dos presídios. Foram quatro pessoas do PB1, duas do presídio Sílvio Porto e duas do presídio padrão de Santa Rita.

Conforme o delegado Braz Morroni, da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) de João Pessoa, o grupo investigado atua com o tráfico de drogas. Os chefes da facção já estavam todos detidos e os presos nesta terça agiam como gerentes do tráfico nos bairros de São José, Valentina Figueiredo, Cruz das Armas, Paratibe e em uma comunidade no bairro da Torre.

De acordo com o Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNOC), foram emitidos 33 mandados de prisão e três de busca e apreensão. Em todo o país, a operação visa cumprir 266 mandados de prisão e 203 de busca e apreensão, nos estados do Acre, Alagoas, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins e no Distrito Federal.

Os alvos são integrantes das facções criminosas: Primeiro Comando da Capital (PCC), de origem paulista, das cariocas Comando Vermelho (CV), Terceiro Comando Puro (TCP) e Amigo dos Amigos (ADA), da capixaba Primeiro Comando de Vitória (PCV) e da paraibana Okaida RB, uma dissidência da Okaida.

Fonte: G1 PB

Rate this post

Policial

Polícia prende dupla suspeita de assalto em estabelecimento comercial

Com eles a PM apreendeu uma pistola, usada para cometer o crime, e recuperou quase R$ 1 mil reais.

Publicados

em

A Polícia Militar prendeu, em flagrante, uma dupla suspeita de assaltar um mercadinho nesta manhã (20), na cidade de Vieirópolis, no Sertão do estado. Segundo os policiais do 14º Batalhão, um adulto de 20 anos de idade foi preso e um adolescente foi apreendido (foto acima ilustrativa).

Com eles a PM apreendeu uma pistola, usada para cometer o crime, e recuperou quase R$ 1 mil que seria levado pelos suspeitos do estabelecimento (foto abaixo). A dupla, que foi detida logo após o crime ainda no mercadinho, estava em uma motocicleta com registro de roubo e furto, veículo que também foi apreendido pelos policiais.

Ainda de acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, o suspeito de 20 anos havia sido preso dias atrás por ter furtado fios de cobre. O caso desta quarta foi apresentado na Delegacia da Polícia Civil na cidade de Sousa.

Assessoria

Rate this post
Continue lendo

Policial

Mulher é morta por companheiro com vários golpes de faca, em Rio Tinto, PB

Publicados

em

Reprodução

Uma mulher de 34 anos foi morta com vários golpes de faca na manhã desta terça-feira (19), na Vila Regina, em Rio Tinto, na Paraíba. O suspeito, Luciano Souza do Nascimento, de 39 anos, é companheiro dela e, segundo informações da Polícia Militar, admitiu ter golpeado a mulher no pescoço, peito e na área da costela.

A Polícia Militar foi acionada por vizinhos da vítima, Ghyslaine Christine Soares da Silva, e ao chegar no local, tentou a socorrer a mulher. Foram duas viaturas para a ocorrência e no momento, estavam presentes na casa da vítima três dos cinco filhos da mulher, todos frutos de outro relacionamento.

Segundo o 2° sargento da Polícia Militar, Maciel Santos, uma equipe foi socorrer a mulher e outra, a que ele estava presente, ainda estava chegando na ocorrência quando cruzou com um homem apressado e com comportamento suspeito. Ao abordar o homem, foi constatado que ele era o suspeito do feminicídio.

Ao sargento Maciel, o homem falou que tinha um relacionamento com a mulher há mais ou menos um ano e teria cometido o crime por supostamente ter descoberto uma traição dela. Assim, o casal brigou e durante a discussão ele desferiu os golpes de faca contra a mulher. Ele é de João Pessoa, onde trabalha, mas mora na Vila Regina, em Rio Tinto, junto com a vítima.

A mulher foi socorrida pelos policiais e levada em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Municipal Francisco Porto. A equipe médica tentou reanimar a mulher, mas ela não resistiu aos ferimentos.

O suspeito foi detido e levado para a Delegacia de Polícia Civil de Mamanguape. A faca usada para cometer o feminicídio foi encontrada no local do crime.

Do G1PB

Rate this post
Continue lendo

Policial

Polícia prende foragidos da justiça e apreende armas e munições em Pocinhos

Publicados

em

A Polícia Civil da Paraíba prendeu nessa terça-feira, 19 de outubro, um homem de 43 anos de idade, de posse de uma pistola calibre 765 e munições de mesmo calibre. A prisão foi realizada pelo Grupo Tático Especial (GTE) de Esperança, durante a ‘Operação Exrio’.

Ainda no município, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 12 e munições de mesmo calibre em outro alvo, mas o proprietário da arma não estava na residência, no momento da ação policial.

De acordo com o delegado seccional Cristiano Santana, outra equipe do GTE cumpriu dois mandados de prisão na cidade de Esperança, prendendo foragidos da justiça com condenação definitiva decretada.

“Cada mandado de prisão cumprido, seja qual for o crime relacionado, é um ponto a mais na luta contra a impunidade. A polícia não tem o papel de julgar, mas contribui fundamentalmente para o julgamento de pessoas investigadas por crimes. E isso é combater a impunidade”, disse o delegado.

Os homens presos estão à disposição do Poder Judiciário.

Assessoria

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas