Conecte-se conosco

Paraíba

Caixa abre 11 agências na PB para pagamento do auxílio emergencial neste sábado (28)

Publicados

em

Foto: Divulgação

A Caixa Econômica Federal vai abrir 11 agências da Paraíba neste sábado (28), das 8h às 12h, para atendimento a beneficiários do Auxílio Emergencial e do Auxílio Emergencial Extensão.

Nessa etapa, beneficiários nascidos em abril do Ciclo 5 podem sacar o Auxílio Emergencial em dinheiro.

Todas as pessoas que procurarem atendimento durante o funcionamento das agências serão atendidas. Não é preciso chegar antes do horário de abertura.

Não há necessidade de novo requerimento para receber a extensão do auxílio. Somente aqueles que já foram beneficiados e, a partir de agora, se enquadram nos novos requisitos estabelecidos na MP, terão direito a continuar recebendo o benefício.

Continua disponível ao trabalhador a opção de utilização dos recursos creditados na poupança social digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Agências da Caixa abertas na Paraíba no sábado (28)

  • Bayeux – Centro – Agência da Avenida Liberdade, 3401
  • Cajazeiras – Centro – Agência da Rua Cel. Juvencio Carneiro
  • Campina Grande – Centro – Agência da Rua Presidente Epitácio Pessoa, 42
  • Campina Grande – Centro – Agência Borborema, Avenida Presidente Getúlio Vargas, 632
  • João Pessoa – Centro – Agência Cabo Branco, na Rua Miguel Couto, 221
  • João Pessoa – Cruz das Armas – Agência Cruz das Armas – Avenida Cruz das Armas, 516
  • João Pessoa – Tambauzinho – Agência Epitácio Pessoa – Avenida Presidente Epitácio Pessoa, 1521
  • Mamanguape – Centro – Praça Padre João, 107
  • Patos – Centro – Avenida Doutor Pedro Firmino, 470
  • Santa Rita – Centro – Avenida Flávio Ribeiro Coutinho, 326
  • Sousa – Centro – Agência da Rua Coronel José Gomes de Sá, S/N

Fonte: G1 PB

Paraíba

“Pote da Esperança” é criado por fisioterapeutas para marcar etapa vencida por pacientes com Covid-19

Publicados

em

Fotos: Divulgação

Os fisioterapeutas do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires que atuam nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Covid criaram o “Pote da Esperança”, no qual é depositado o cuff de extubação que integra a cânula endotraqueal, utilizada pelos pacientes intubados. A ação é uma forma de marcar um momento importante na vida do paciente que consegue vencer o processo de intubação.

“O cuff tem a função de selar a via aérea evitando escape de ar, passagem de líquidos e secreção para as vias aéreas mais inferiores, além de ajudar na fixação do tubo”, esclareceu Natasha Felipe, coordenadora de Fisioterapia da UTI Covid 5 e 7. 

O propósito da criação se deu pelo momento em que o paciente e a equipe vencem mais uma fase do tratamento e chega até a extubação. “A ideia de um pote de esperança no qual colocamos os cuff de extubação de cada paciente que conseguiu vencer o processo de intubação orotraqueal é inspirador, pois nos faz refletir como cada detalhe pode mudar o prognóstico e o futuro de pais, mães, filhos, irmãos, avós, enfim os amores de  alguém. Cada paciente que abre os olhos, aperta nossa mão ou sorri é algo a ser comemorado e inspirado, pois nosso papel é desenvolvido com amor e empatia”, expressou Saionara Açucena, fisioterapeuta da UTI Covid 7.

Já houve relatos de pacientes que pediram para levar o cuff, como um sentimento de troféu. “Esse momento é de fato uma vitória para todos. Temos guardado o cuff dos pacientes, e um deles chegou a ver e pedir para guardar de recordação, mas entendeu que ficando aqui conosco ficaria também um pouco da lembrança em que ele esteve aqui e saiu vencedor”, declarou a fisioterapeuta Tereza Isabel.

A arte do pote foi cuidadosamente desenvolvida pela enfermeira da instituição Benigna de Lima, que já realiza um trabalho de escrita nos capotes dos profissionais. “O pote está regado de sentimento. Fiz com muito carinho para esse momento tão especial. Precisamos estar envoltos de fé e esperança, pois os dias não são fáceis, mas iremos vencer”, afirmou a enfermeira. 

Segundo a coordenadora da Fisioterapia, Laryssa Marcela, a definição do momento da extubação de pacientes com Covid-19 exige precisão. “Para determinar se o paciente é elegível à extubação, um dos principais critérios é o restabelecimento de parâmetros ventilatórios controlados, que devem marcar FiO2 <40% e PEEP<8, analisamos ainda uma série de outros fatores, para que tudo ocorra de forma segura para ele”, explicou. 

A coordenadora acrescentou ainda que mais potes foram distribuídos nas outras UTIs da instituição. “Todos abraçaram a ideia e estão motivados a coletar o máximo de cuff possível, e saber que aquela quantidade significará vidas de volta às suas famílias”, concluiu

Fonte: Secom/PB

Continue lendo

Cidades

Nesta quinta: Paraíba confirma 46 mortes e 3.911 novos casos de Covid-19

Total de mortos em todo o estado ultrapassa 8 mil

Publicados

em

A Paraíba registrou, nesta quinta (10), 3.911 casos de Covid-19. Também foram confirmados 46 novos óbitos desde a última atualização, sendo 14 ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde ao ClickPB desde a última atualização, 91 (2,3%) são casos de pacientes hospitalizados e 3.820 (97,7%) são leves.

Devido à instabilidade no sistema e-SUS Notifica nos últimos dias, houve um acúmulo no registro de casos.  Agora, a Paraíba totaliza 352.264 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 965.517 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizado

Os óbitos confirmados neste boletim aconteceram entre os dias 16 de março e 10 de junho de 2021, sendo 02 em hospitais privados, um em residência e os demais em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 8.003 mortes. O boletim registra ainda um total de 235.329 pacientes recuperados da doença.

Concentração de casos

Cinco municípios concentram 1.615 novos casos, o que corresponde a 41,29% dos casos registrados nesta quinta. São eles: João Pessoa, com 669 novos casos, totalizando 90.818; Campina Grande, com 607 novos casos, totalizando 31.725; Guarabira, com 136 novos casos, totalizando 8.405; Patos, com 115 novos casos, totalizando 11.884; Cajazeiras, com 88 novos casos, totalizando 8.238.

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 10/06/2021, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Óbitos

Até esta quinta, 219 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os 46 óbitos confirmados neste boletim ocorreram entre residentes dos municípios de Arara (1); Areia (1); Areial (1); Barra de Santa Rosa (1); Barra de Santana (1); Belém (1); Boqueirão (2); Campina Grande (8); Catolé do Rocha (1); Desterro (1); Esperança (2); Frei Martinho (1); Guarabira (2); João Pessoa (8); Lagoa Seca (1); Lucena (1); Mãe d’Água (1); Maturéia (1); Patos (4); Queimadas (1); Santa Inês (1); Santa Rita (1); São João do Rio do Peixe (1); São José de Caiana (1); Sapé (1) e Triunfo (1).

As vítimas são 29 homens e 17 mulheres, com idades entre 24 e 97 anos. Cardiopatia foi a comorbidade mais frequente e 14 não tinham comorbidades.

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 76%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 73%. Em Campina Grande estão ocupados 78% dos leitos de UTI adulto e no sertão 93% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro estadual de regulação hospitalar, 91 pacientes foram internados nas ultimas 24h. Ao todo, 977 pacientes estão internados nas unidades de referência.

Cobertura Vacinal

Foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 1.403.353 doses. Até o momento, 943.932 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 459.421 com a segunda dose da vacina. A Paraíba já distribuiu um total de 1.849.448 doses de vacina aos municípios. As informações a respeito da distribuição de doses foram revisadas e os dados deste boletim estão atualizados.

Por Philippe Ramalho/ClickPB

Continue lendo

Paraíba

Polícia Civil participa de Campanha Nacional de coleta de DNA de parentes de pessoas desaparecidas

.

Publicados

em

A Polícia Civil da Paraíba, por meio do Instituto de Polícia Científica (IPC), participa de campanha nacional de coleta de DNA de familiares de pessoas desaparecidas. A campanha será realizada de 14 a 18 de junho em todo o país e é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, com o objetivo de coletar material para abastecer o Banco Nacional de Perfis Genéticos para auxiliar na identificação de desaparecidos.

 Segundo o diretor do Instituto de Polícia Científica, Marcelo Burity, a Paraíba terá coleta em cinco cidades-polo: João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Patos e Cajazeiras, sendo na sede do IPC, em João Pessoa, e nos Núcleos de Polícia Científica nas demais cidades.

 “É importante que familiares compareçam para a coleta do material porque isso vai fortalecer o nosso banco de dados e aumentar as possibilidades da solução de casos que, eventualmente, necessitem de confronto de material genético”, argumentou.

 A coleta do material é voluntária e pode ser feita por parentes de pessoas desaparecidas, preferencialmente de primeiro grau (pai e mãe, filhos, irmãos) ou pessoas com quem a desaparecida tenha tido filhos, serão incentivadas a fornecerem mostras do próprio material genético, que é obtido de forma indolor.

 Familiares e pessoas próximas também podem entregar itens pessoais pertencentes à pessoa desaparecida, tais como escova de dentes ou cabelo; óculos, aparelho ortodôntico; dente de leite; aparelho de barbear; aliança e outros objetos nos quais os técnicos possam encontrar material genético.

 De acordo com dados do Ministério da Justiça, cerca de 80 mil pessoas desaparecem no Brasil todos os anos. O Banco Nacional de Perfis Genéticos foi criado em 2013 com o objetivo principal de auxiliar investigações criminais por meio da perícia de material genético. Atualmente, conta com menos de 3 mil amostras cadastradas de material genético de parentes de pessoas desaparecidas. De acordo com o ministério, o uso da tecnologia de ponta pode ajudar na localização por meio da identificação de vínculo genético de pessoas encontradas com as cadastradas no banco nacional.

 O lançamento da Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas aconteceu no dia 25 de maio, em referência ao Dia Internacional das Crianças Desaparecidas

Pontos de Coleta:

João Pessoa – Instituto de Polícia Cientifica da Paraíba

Rua Antonio Teotonio S/N – Cristo – João Pessoa-PB

Campina Grande – Núcleo de Polícia Científica de Campina Grande

Rua Raimundo Asfora, s/nº – Serrotão – Campina Grande/PB.

Patos – Núcleo de Polícia Científica de Patos

Rua Deodoro da Fonseca, 38 – Centro, Patos/PB

Guarabira – Rua José Fraga dos Santos s/n

Conjunto Mutirão Guarabira-PB

Cajazeiras – Rua: projetada, S/N Agrovila – Capoeiras

Telefone para informações: (83) 3216. 9650

Assessoria/PCPB

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas