Conecte-se conosco

Tecnologia

Brasil é o país com maior número de vítimas de phishing na internet

Levantamento é da empresa de segurança da informação Kaspersky

Publicados

em

Em 2020, o Brasil foi o país mais atingido por tentativas de roubo de dados pessoais ou financeiros de pessoas na internet, prática denominada em inglês de phishing. Com essas informações, golpistas prejudicam a vítima de diversas formas, seja acessando recursos ou enganando pessoas se fazendo passar por ela.

O percentual de usuários brasileiros que tentou abrir pelo menos uma vez links enviados para roubar dados representa 19,9% dos internautas do país. Em segundo lugar no ranking de países vem Portugal (19,7%), seguido da França (17,9%), Tunísia (17,6%), de Camarões (17,3%) e da Venezuela (16,8%).

O levantamento foi feito pela empresa de segurança da informação Kaspersky sobre práticas de phishing e spam no mundo. De acordo com a companhia, entre fevereiro e março do ano passado, o número de ataques cresceu 120% no Brasil.

Os golpes foram aplicados por meio de links em mensagens ou sites falsos, que se passam por empreendimentos conhecidos, como grandes cadeias de varejo online – Amazon e outras.

Os exemplos mais comuns foram golpes em que os criminosos enviaram mensagens se passando por essas lojas e pedindo para a vítima contactar as áreas de comunicação com o cliente ou de suporte, com sistemas para roubar dados dos usuários acionados.

Aplicativos de comunicação, especialmente o Whatsapp, tornaram-se os principais canais para aplicar esses golpes. Usuários receberam mensagens com promessas de prêmios com links que levavam a sites falsos destinados a roubar informações da vítima.

Pandemia

O contexto da pandemia também levou golpistas a enviar falsas pesquisas ou mensagens anunciando prêmios ou ajuda financeira a pequenas e médias empresas.  

No Brasil, as tentativas de golpe envolveram diversos aspectos relacionados à pandemia, como o requerimento do auxílio emergencial do governo federal, o cadastro para receber a vacina e o uso do recém lançado sistema PIX.

“Apesar do alto índice, vale destacar uma queda importante em relação a 2019. Naquele ano, mais de 30% dos brasileiros haviam tentado, ao menos uma vez, abrir um link que levava a uma página de phishing, dez pontos percentuais a mais do que em 2020. Isso mostra que as campanhas e alertas sobre esse tipo de golpe têm deixado as pessoas mais atentas, mas não significa que não precisamos evoluir, pois as estatísticas permanecem muito ruins”, avalia Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil.

Outro método empregado pelos golpistas foi a chantagem contra usuários. Esta pode ocorrer com ameaças de liberação de determinados dados ou de uma suposta gravação da vítima com algum comportamento cuja revelação poderia trazer impactos a sua imagem, como assistir vídeos com pornografia.

O relatório registrou casos de chantagem contra empresas também. Os golpistas exigiam pagamentos sob a ameaça de realizar ataques de negação de serviço (DDoS), indicando que teriam informações confidenciais ou estratégicas das empresas.  

Os alvos mais frequentes dos ataques foram as lojas online, com 18,12%. Elas foram seguidas por portais globais de internet (15,9%), bancos (10,7%), redes sociais e blogs (10%) e sistemas de pagamento (8,4%).

Spam

O relatório também analisou a prática de envio de mensagens em massa, conhecida como spam. Em 2020, este tipo de envio representou 50% do tráfego de e-mails. O resultado, no entanto, indica queda de 6.14 pontos percentuais em relação a 2019. No total, foram enviados 183,4 milhões de anexos maliciosos no ano passado.

O país que mais enviou spams foi a Rússia, com 21,27%. Em seguida vêm Estados Unidos (10,47%), Alemanha (10,97%) e China (6,21%). O Brasil foi responsável por 3,26% de ataques do tipo.

Cuidados

Para evitar cair nestes golpes é importante tomar alguns cuidados. O mais importante é evitar clicar em links de mensagens de e-mail, SMS ou redes sociais de pessoas ou organizações desconhecidas.

Caso vá clicar em algum link, é importante conferir o site para onde está sendo direcionado. Caso não tenha certeza de que o site é seguro, o aconselhável é não inserir informações pessoais, especialmente financeiras – número de cartão de crédito, por exemplo.

Agência Brasil

Apoio

Educação

Os benefícios da Internet em tempos de pandemia, atividade remota desenvolvida pela LBV

O trabalho presencial está suspenso, mas o aprendizado é remoto e contínuo com temas de Cidadania Irrestrita

Publicados

em

O ensino e atividades socioeducativas via remoto são mais um efeito colateral da pandemia do novo coronavírus, já que para o enfrentamento da Covid-19, as aulas e atividades socioeducativas presenciais foram temporariamente suspensas. Nos Centros Comunitários de Assistência Social da Legião da Boa Vontade – LBV, que atua com o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, assistindo da criança ao idoso, também se encontra suspenso. A Instituição preparou um Plano de Ação Pedagógico como apostilas que passaram a ser entregues às famílias, além de atividades impressas e videoatividades enviadas via celular para os pais e responsáveis para não perder os vínculos com os nossos usuários.

Vídeo atividades com temáticas de cidadania, meio ambiente, convivência

  • Apostilas de atividades
  • Kit com material de apoio às famílias (tinta, tesoura, papel etc.)
  • Acolhida (escuta qualificada)
  • Atendimento Social à distância e presencial
  • em casos específicos, principalmente aos idosos a Visita Domiciliar

Todos os meses é apresentado uma temática, às crianças e adolescentes beneficiadas pelo serviço Criança – Futuro no Presente!. Em junho, na Unidade da LBV, em João Pessoa, os pequenos refletiram e produziram atividades sobre os benefícios da Internet. O educador social da Instituição, Lucivan Laranjeira, produziu vídeos para que os meninos e meninas identificassem os perigos e benefícios da Internet, promovendo pesquisas para encontrarem as formas seguras e corretas de utilizá-la.

Além de todo o trabalho socioeducacional, a LBV, continua seus esforços intensificando a sua atuação humanitária, amparando as famílias mais vulneráveis que sofrem fortemente pelos impactos socioeconômicos da pandemia da Covid-19, com cestas de alimentos, kit de material de limpeza e higiene pessoal, álcool 70% e máscaras de proteção.

Comunidades atendidas pela LBV na Paraíba  
A Instituição tem duas unidades no Estado, localizadas nos municípios de Campina Grande e João Pessoa, assistindo mais de trezentos lares em vulnerabilidade social. Além da atuação nas cidades macro, a LBV, tem forte atuação na zona rural de Alagoa Grande, Bayeux, Dona Inês e Guarabira, na garantia da segurança alimentar para mais de 3.200 pessoas pobres.

SAIBA COMO AJUDAR:    
Acesse www.lbv.org e doe qualquer valor. Se preferir, faça uma transferência bancária pelo PIX oficial da LBV: [email protected]. Confira essas e outras ações realizadas pela Instituição no endereço @lbvbrasil no Facebook, no Instagram e no YouTube.

Assessoria/LBV

Continue lendo

Tecnologia

Prefeitura se prepara para a implantação do “Guarabira Digital”

Publicados

em

A Prefeitura está em fase de implementação do novo sistema de tramitação de documentos internos e externos. Todos os servidores cadastrados na plataforma receberam em seus e-mails o acesso para os dados do novo sistema. Em breve, com o lançamento oficial todos passarão por um treinamento com a equipe da SOGO Tecnologia, empresa responsável pela implantação.

GUARABIRA DIGITAL

Criado com o objetivo de dar suporte aos princípios fundamentais administração pública como a Eficiência, Impessoalidade, Moralidade e Publicidade, o projeto tem como objetivo a eliminação completa de papel, gerando uma economia mínima de 90% do custo atual com papel, locação de impressoras, copiadoras e material de expediente através da transformação digital. .

Em breve, todo o sistema de protocolos, ofícios internos e externos serão tramitados entre os órgãos no meio 100% online. Com o lançamento do programa em breve, teremos uma grande economia, sustentabilidade e produtividade do serviço público.

Codecom-PMG

Continue lendo

Tecnologia

2º ano consecutivo: Paraíba alcança 1º lugar em ranking nacional de oferta dos serviços digitais

Publicados

em

Pelo segundo ano consecutivo, a Paraíba alcançou o primeiro lugar no ranking de oferta dos serviços digitais no Grupo de Transformação Digital dos Estados e DF – GTD.GOV, uma rede nacional que reúne especialistas em transformação digital dos governos estaduais e distrital de todo o país. O governador João Azevêdo estabeleceu como uma das metas prioritárias a transformação digital no Estado. Oferecer serviço público de qualidade, em menor espaço de tempo para o cidadão, objetivando melhorar a vida daqueles que vivem, trabalham ou interagem com o Estado é a principal diretriz deste desafio. A Paraíba também alcançou a 7ª posição no ranking geral, em nível nacional.

O secretário de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) e coordenador do Comitê Gestor de Governança (CGG), Gilmar Martins, avaliou ser importante a permanência no topo. “Nós do Comitê Gestor de Governança ficamos muito satisfeitos com a manutenção do 1º lugar em Oferta de Serviços Digitais e da 7ª posição no ranking geral. É importante destacar também a valiosa contribuição dos membros que compõem o grupo de trabalho de Transformação Digital”, disse o secretário.

O Comitê Gestor de Governança (CGG) foi instituído pelo decreto no 39.271, de 28 de junho de 2019, coordenado pela Seplag, e é formado pelos titulares da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, Secretaria de Estado da Administração, Secretaria de Estado da Fazenda, Secretaria de Estado da Educação, da Ciência e da Tecnologia e Companhia de Processamento de Dados do Estado (Codata).

A carteira de serviços digitais do Estado tem sido continuamente ampliada. Em 2020, foram disponibilizados, por exemplo, o Orçamento Democrático Digital; o aplicativo Monitora Covid; CNH e CRV Digital; Implantação do PBDoc; e em 2021, a Jucep Digital (que viabiliza toda a tramitação dos processos de abertura, alteração e extinção de empresas pela internet) e o RG Digital. “Muitos outros serviços estão passando pelo mesmo processo e brevemente novas entregas serão feitas, para que a Paraíba continue avançando”, explica o secretário de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão, Gilmar Martins.

Segundo o presidente da Codata, Giuseppe Guido, o resultado da pesquisa mostra que a Paraíba está no caminho certo. “A gente tem buscado cada vez mais melhorar a oferta de serviços digitais para a população e é importante destacar também que todos os estados brasileiros estão investindo nesse melhoramento”, avalia Guido.

Para avaliação desse ranking, o serviço é considerado digital quando o cidadão não precisar, em nenhuma hipótese, comparecer a um balcão de atendimento presencial do Governo Estadual/Distrital e são considerados serviços públicos as atividades desempenhadas pelo estado para a entrega de serviços aos usuários e que atendam aos seguintes requisitos: Individualização, Impacto, Competência, Interação, Suficiência, Finalidade e Padronização (Normatização).

GTD.GOV – Criado pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep) e pelo Conselho Nacional de Secretários de Estado de Administração (Consad), o GTD.GOV é formado por servidores e empregados públicos que atuam de forma totalmente voluntária. Pela primeira vez no Brasil, as áreas de gestão, negócio e TIC Estaduais se unem em torno de uma pauta – e, segundo os fundadores do GTD.GOV, é exatamente essa a vocação do Grupo: olhar a Transformação Digital tanto sob a ótica dos Negócios de Governo, quanto pela Tecnologia, com prioridade para a experiência dos usuários dos serviços públicos.

Governo Digital – O Governo Digital é uma plataforma que unifica uma série de serviços, a exemplo do Portal da Cidadania, e de aplicativos, como o “Tia Maria”, em que a população tira dúvidas sobre prestação de serviços. O programa, lançado em dezembro de 2019, facilita o acesso da população paraibana a mais de 100 serviços oferecidos pelo Estado por meio do site www.digital.pb.gov.br .

Entre os serviços disponíveis na plataforma do Governo Digital, estão os da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa), com consulta de débitos, emissão de segunda via e histórico de pagamento; Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), com serviços como licenciamento/IPVA e renovação da carteira de habilitação; acesso a serviços oferecidos pelo Sistema Nacional de Empregos na Paraíba (Sine-PB) ou a laudos e exames da Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência (Funad).

Outra característica do Governo Digital é o acesso do cidadão às informações de despesas e receitas de secretarias e órgãos estaduais. Cabe ao CGG promover a utilização de meios eletrônicos que possibilitem a construção, acompanhamento e monitoramento do Planejamento Estratégico Estadual; coordenar e articular a implantação das atividades, visando à adequação e modernização da estrutura de monitoramento dos Programas e Ações do Governo, bem como o atendimento aos novos padrões de gestão pública; implementar a Política de Governança Digital, norteando os investimentos do governo estadual para construção de um sistema com capacidade de atuação e mecanismos efetivos de promoção da transformação digital, que impacte no cotidiano social e na interação entre sociedade e governo; assegurar a eficiência, a eficácia e a efetividade da ação governamental e promover a adequação entre meios, ações, impactos e resultados; planejar reuniões de monitoramento, acompanhamento e avaliação dos resultados da gestão.

Secom-PB

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas