Conecte-se conosco

Saúde

Mais de 90% da população paraibana acima de 30 anos já recebeu pelo menos uma dose da vacina contra covid-19

Publicados

em

Pixabay

A Paraíba tem uma população acima dos 30 anos estimada em 2.187.300 indivíduos e, segundo os dados do sistema de informação SI-PNI, desse total, 1.187.300 já receberam pelo menos uma dose da vacina, o que representa mais de 90% da população desta faixa etária. O estado já recebeu mais de 4 milhões de doses de vacinas contra covid-19 até o dia 23 de agosto, das quais mais de 3,8 milhões já foram distribuídas aos 223 municípios paraibanos. 

No primeiro momento, a população priorizada era composta de idosos e pessoas com comorbidades, além dos profissionais da saúde, mas o único critério de vacinação atual é a ordem decrescente de idade. Como resultado da ampla vacinação, tem se observado uma redução consistente na ocupação de leitos, em uma tendência inversamente proporcional à porcentagem de adultos vacinados com 1ª Dose (D1). 

A vacinação contra covid-19 foi iniciada em 19 de janeiro de 2021 e mais de 2,3 milhões de paraibanos já foram contemplados com D1, ou com imunizante de dose única. Isso perfaz um total de 58% da população do estado. O secretário executivo de Saúde, Daniel Beltrammi, reforça a necessidade de máximo empenho de todos os paraibanos e paraibanas no sentido de seguirem cumprindo as medidas não farmacológicas de prevenção à covid-19, mesmo com o avanço da vacinação: “Detectamos o crescimento do Ritmo de transmissão (Rt) da doença e, apesar de termos muitos leitos hospitalares disponíveis, nenhum deles substitui em importância as medidas de proteção à vida”, alerta.  O secretário informa ainda que 113 municípios paraibanos estão com Rt > 1, o que pode comprometer o atendimento no sistema de saúde. 

É importante destacar também que tem se observado a consolidação de uma redução das ocupações hospitalares dos leitos destinados para a covid-19. Em 01 de junho, com apenas 29% da população acima de 18 anos contemplada com a 1ª dose da vacina, a ocupação de leitos atingiu 85%. No dia 23 de agosto, com a porcentagem de adultos vacinados com D1 já em 78%, a mesma ocupação caiu para 18%, corroborando a efetividade dos imunizantes em prevenir os casos graves e óbitos por covid-19. “Neste contexto é fundamental destacar que é necessário que alcancemos pelo menos 75% da população paraibana contemplada com duas doses, ou que tenham recebido vacina de dose única. Apenas 21% dos paraibanos já completaram os esquemas vacinais e o estado aguarda o recebimento de 437.829 doses para abrir o esquema vacinal de indivíduos acima de 18 anos”, finalizou o secretário.

A covid-19 é uma doença 100% evitável, uma vez que o uso de máscaras, a manutenção do distanciamento social e a adequada higienização das mãos impedem o contágio pelo vírus de forma efetiva.

Secom-PB

Rate this post

Cidades

Equipe técnica da SES comprova erros em aplicação de vacina no município de Lucena

Temporariamente, a vacinação contra covid-19 está suspensa no município e a SES está buscando estratégias que venham garantir a segurança da imunização para os residentes da localidade.

Publicados

em

Na manhã desta segunda-feira (17), as equipes técnicas de vigilância e imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES) estiveram no município de Lucena, onde comprovaram a suspeita de erros vacinais na localidade. Na ocasião, foram identificadas 49 crianças menores de 12 anos que receberam uma dose da vacina contra covid-19 destinada a adolescentes e adultos.

Dentro deste grupo, 13 crianças receberam doses que estavam dentro do prazo de validade e 36 que não estavam, pois foram armazenadas em temperatura positiva há mais de 30 dias. Não foram identificados, até o momento, eventos adversos graves. As crianças seguirão, conforme preconiza o Programa Nacional de Imunizações (PNI), em monitoramento por 30 dias contados a partir da data de aplicação.

O levantamento das doses constatou também que cerca de 200 indivíduos (entre adolescentes e adultos) receberam imunizantes fora do prazo de validade. Serão contabilizadas e catalogadas todas as doses de Pfizer/Comirnaty enviadas ao município, para que sejam identificadas todas as pessoas que receberam doses vencidas, e recebam as orientações adequadas.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, afirmou que “o trabalho de campo da equipe técnica do Governo do Estado continuará durante toda a semana em Lucena e, na quinta-feira (20), será realizada uma capacitação com todas as equipes de imunização do município”.

Temporariamente, a vacinação contra covid-19 está suspensa no município e a SES está buscando estratégias que venham garantir a segurança da imunização para os residentes da localidade.

F5Online

Rate this post
Continue lendo

Cidades

Crianças de Lucena receberam vacina irregular contra Covid-19

Após aplicação de doses de adulto e vencidas, SES quer assumir vacinação de crianças.

Publicados

em

Secretário Geraldo Medeiros lamentou ‘infeliz ato’ e disse que Município se ausentou em treinamento de vacinação de crianças.

Cerca de 50 crianças foram vacinadas contra Covid-19 com imunizantes de adultos e vencidos no município de Lucena, Região Metropolitana de João Pessoa. O erro aconteceu em um assentamento na Zona Rural. A orientação para a vacinação teria partido de uma agente comunitária de saúde que atua na localidade. O caso é acompanhado pelo Ministério Público Federal (MPF).

Em entrevista à TV Correio, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, contou que algumas crianças tomaram a vacina em dezembro. Ele falou ainda que quando a SES realizou o treinamento para a vacinação de crianças o Município de Lucena não participou.

“Optamos por não enviar doses pediátricas à Lucena. Estamos pensando em assumir a vacinação de crianças temporariamente, ainda que essa não seja nossa atribuição, pois há uma fragilidade evidente em relação à imunização desse público. Aguardamos a apuração dos fatos para chegarmos aos nomes de todas as pessoas que contribuíram para esse infeliz ato”, adiantou.

Conforme o secretário, nenhuma criança apresentou eventos adversos graves. A recomendação é de que elas sejam revacinadas 30 dias após a primeira aplicação. Geraldo Medeiros tranquilizou a população quanto à segurança da vacina pediátrica contra a Covid-19.

“Mais de 10 milhões de crianças já foram vacinadas no mundo inteiro com o imunizante da Pfizer apropriado para o público infantil. Não há motivo para apreensão. As vacinas são seguras. Pais, mães e responsáveis podem ficar tranquilos”, ressaltou.

Veja o vídeo abaixo

Entenda o caso

A Prefeitura de Lucena anunciou, no sábado (15), o afastamento de uma profissional de saúde do Município responsável por aplicar em crianças com menos de 11 anos vacinas contra Covid destinadas a adultos.

Os pais das crianças que receberam o imunizante errado só se deram conta do problema quando viram pela TV a notícia da chegada dos imunizantes para o público infantil, na última quinta-feira (13). “Fiquei desnorteada. Procurei o posto de saúde, mas estava fechado. Fiquei indignada, com raiva e também com muito medo”, disse uma das mães, em entrevista à TV Correio.

A diferença entre as vacinas indicadas para o público de 5 a 11 anos está na dosagem, composição e concentração de RNA mensageira. A dose infantil equivale a ⅓ da que é utilizada em adolescentes e adultos. Além disso, a cor dos frascos da vacina infantil é diferente. 

Em nota, o prefeito de Lucena, Léo Bandeira, lamentou a falha e disse que a profissional responsável pela aplicação das vacinas agiu sem autorização.

Portal Correio

Rate this post
Continue lendo

Cidades

Paraíba registra uma morte e 66 novos casos de Covid-19 neste domingo (16)

A SES informou que, devido à instabilidade no sistema SI-PNI, não há dados referentes às doses de vacinas aplicadas neste domingo (16).

Publicados

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), registrou, neste domingo (16), 66 novos casos de Covid-19. Entre os casos confirmados hoje, 55 (83,33%), são leves e 11 (16,66%) são moderados ou graves. Agora, a Paraíba totaliza 468.244 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 1.264.660 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Ocorreu um óbito, desde a última atualização, ocorrida nas últimas 24h. Com isso, o estado contabiliza o total de 9.615 mortes. O boletim registra ainda um total de 363.491 pacientes recuperados da doença.

Óbitos

Até este domingo, 222 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. O óbito confirmado neste boletim ocorreu no último dia 15 de janeiro. A vítima é um homem, de 80 anos, residente do município de Cacimba de Areia, que morreu em hospital público. Não foi informado comorbidades.

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico), em todo estado, é de 26%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 34%. Em Campina Grande, estão ocupados 15% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 46% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 17 pacientes foram internados nas últimas 24h.

Os dados epidemiológicos com informações sobre todos os municípios e ocupação de leitos estão disponíveis em: www.paraiba.pb.gov.br/coronavirus/

F5Online

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas