Conecte-se conosco

Cidades

João Azevêdo inaugura Memorial Abelardo da Hora e Paraíba vira referência na exposição permanente de artes visuais

Publicados

em

Fotos: André Lúcio

O governador João Azevêdo inaugurou, na tarde desta quinta-feira (31), no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa, o Memorial Abelardo da Hora. O equipamento abriga 215 peças de um dos maiores artistas plásticos do mundo. Disputada por países como Itália e Portugal, a exposição permanente do acervo consolida a Paraíba como um importante roteiro cultural do Brasil. O espaço ficará aberto para visitação pública e terá uma série de atividades educativas, além de cursos e palestras promovidos pela Fundação Espaço Cultural (Funesc). 

Para receber o acervo, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 1 milhão na estrutura, projetos expográficos e luminotécnicos, além de toda a logística no transporte das obras, que contou com o apoio da Polícia Militar da Paraíba (PMPB). 

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual destacou a honra de o Estado poder abrigar o acervo de Abelardo da Hora. “Em primeiro lugar é uma honra muito grande a Paraíba ter sido escolhida para abrigar, colocar em exposição a obra de um artista tão fantástico quanto Abelardo da Hora, que conseguiu ao longo da trajetória fazer uma caminhada por todos os sentimentos do ser humano. O memorial ficou muito bonito e está apropriado, e é mais um museu que se abre na Paraíba,  um passo importante para incluir cada vez mais a população no processo cultural do nosso Estado”, disse. 

Veja mais fotos. Clique Aqui.

João Azevêdo ressaltou ainda que diversos segmentos têm sido contemplados nas ações adotadas pelo Governo do Estado. “Essa é a forma que eu entendo de fazer gestão pública. Fazer gestão pública não é você escolher um tema e priorizar esse tema 24 horas por dia em quatro anos de governo. Fazer gestão é você ter a capacidade de olhar as demandas existentes em cada segmento, porque as pessoas e a sociedade têm anseios diferentes, têm expectativas diferentes”, comentou. 

A primeira-dama do Estado e presidente de Honra do Programa do Artesanato Paraibano, Ana Maria Lins, afirmou que a entrega do Memorial Abelardo da Hora consolida ainda mais o segmento cultural no Estado. “Só estando aqui para entender a importância deste dia, marcado pela inauguração deste espaço, que abriga as obras de um gênio como Abelardo da Hora. São estas ações, a exemplo das tomadas pelo Governo do Estado no Programa do Artesanato, que estão elevando a Paraíba cada vez mais”, afirmou.

O presidente da Funesc, Pedro Santos, ressaltou que o acervo atende a padrões internacionais. “Hoje é um dia extremamente feliz, que teve um processo longo, iniciado pelo próprio Abelardo dez anos antes de partir, que buscava um local para abrigar o seu acervo. A inauguração do Memorial Abelardo da Hora coloca a Paraíba no epicentro das artes visuais do Brasil e do mundo. Este espaço é inaugurado num momento propício, porque pela primeira vez o Governo do Estado tem seis instituições museológicas”, destacou, citando, além do MAH, o Museu do Artesanato Paraibano e o Museu Casa de José Américo, entre outros. 

O vice-prefeito de João Pessoa, Léo Bezerra, evidenciou a parceria da Prefeitura com o Governo do Estado e disse que a inauguração do MAH simboliza um novo momento das gestões após a pandemia. “Na pandemia perdemos entes queridos, e o foco principal da gestão do prefeito Cícero Lucena e do governador João Azevêdo foi salvar vidas. Agora podemos fomentar a cultura, fomentar esses espaços para trazer a população”, afirmou. 

Neto e coordenador do projeto expográfico, Daniel da Hora falou da alegria de conseguir, em um só espaço, reunir todo o acervo do avô. “É uma grande honra para nós conseguir colocar o acervo de Abelardo, que é gigantesco, num espaço dedicado, exclusivo e permanente, resultado de uma grande negociação com o Governo da Paraíba, mas que no fim deu muito certo, democratizando o acesso das pessoas, que vão ter a oportunidade de conhecer ainda mais Abelardo da Hora”, comentou. 

Daniel disse ainda que a concepção do projeto expográfico foi mostrar as várias fases de Abelardo da Hora. “A ideia foi justamente mostrar o Abelardo em várias fases e como usufruir a obra dele em várias técnicas, porque não tem apenas esculturas; tem desenho, tem pintura, tem cerâmica. Dividimos para que o espectador perceba a parte social da obra de Abelardo da Hora, as danças populares”, explicou. 

A solenidade de inauguração do Memorial Abelardo da Hora foi prestigiada, ainda, pelos deputados estaduais Hervazio Bezerra e João Gonçalves; por familiares do artista, a exemplo da filha dele Leonora da Hora; e pelo secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto. 

Prestigiaram ainda a solenidade o secretário da Comunicação Institucional (Secom), Nonato Bandeira; o secretário de Estado da Cultura (Secult), Damião Cavalcanti; Simone Guimarães (Suplan); Marielza Rodriguez (PAP); Aristeu Chaves (Procase); Janete Rodriguez, gerente do Museu Casa de José Américo, entre outros auxiliares da gestão. 

Abelardo da Hora – O artista é reconhecido como um dos mais importantes artistas brasileiros e deixou um acervo com quase 300 peças, entre esculturas, telas e outras obras.

Nasceu em 1924, na cidade de São Lourenço da Mata, em Pernambuco. Cursou Artes Decorativas no Colégio Industrial Professor Agamenon Magalhães e o Curso Livre de Escultura da Escola de Belas Artes do Recife.

Além da trajetória que o consagrou como um dos grandes nomes das artes plásticas do Brasil, sobretudo no campo da escultura, teve grande participação na vida política como dirigente do Partido Comunista Brasileiro, integrando a luta pela redemocratização do Brasil entre as décadas de 1940 e 1960. Foi casado com a poetisa paraibana Margarida Lucena da Hora, nascida na cidade de Guarabira, com quem teve sete filhos: Lenora, Sandra, Leda, Ana, Sara, Iuri e Abelardo Filho. Faleceu em Recife, em 2014, aos 90 anos.

“Poemas Reunidos” – A inauguração contou também com o lançamento da segunda edição do livro “Poemas Reunidos (Editora A União). Publicação póstuma e de autoria da esposa de Abelardo da Hora, a guarabirense Margarida Lucena da Hora, a obra homenageia o casal de artistas, como destacou o governador João Azevêdo no texto de apresentação, resultado das emoções vividas pela autora. 

O diretor de Mídia Impressa da Empresa Paraibana de Comunicação (EPC), William Costa, lembrou que tanto as obras do Memorial Abelardo da Hora quanto a obra literária de sua esposa dialogam. “Primeiro, é uma homenagem do Governo do Estado à família de Abelardo, neste dia histórico para toda a Paraíba. Nós, que fazemos a EPC, ficamos muito felizes em fazer parte dessa homenagem. Eu digo sempre que Abelardo fazia poesia com cerâmica, cimento; a sua esposa, com as palavras. Tanto este livro quanto as obras do MAH dialogam em vários aspectos: no protesto, na emoção”, acrescentou.

Secom-PB

Rate this post

Galerias de Fotos

MIX TEM realiza curso Bolo Red Velvet. Confira fotos!

Publicados

em

Fotos: brejo.com

MIX TEM Festas e Descartáveis realizou no último dia 7 de dezembro o curso Bolo Red Velvet, que consiste na criação de um bolo com as feições da rosto de um papai noel.

No curso foi abordado sobre a massa do bolo Red Velvet, o recheio de ninho, a geleia de frutas vermelhas, o ganache de chantilly, decoração natalina com bicos e esfera de chocolate com glitter. A aula foi ministrada pela professora Elisabete @elisabetedasilvamonteiro.

A loja Mix Tem Festas e Descartáveis fica localizada na Rua Augusto de Almeida, 48, ao lado do ENSL (Educandário Nossa Senhora de Lourdes), também conhecido como “Colégio de Socorro Amorim”, no Centro de Guarabira, fone: (83) 3271-8100.

Siga a MixTem Festas e Descartáveis no Instagram: instagram.com/mixtemfestas

1/5 - (1 vote)
Continue lendo

Cidades

É hoje! Curso de bolo Red Velvet; Participe!

A Aula demonstrativa será realizada na MIX TEM Festas & Descartáveis das 13h às 16h30.

Publicados

em


Rate this post

Continue lendo

Cultura

Circuito audiovisual ‘Aruandando no Brejo’ acontece em Guarabira, neste final de semana

Publicados

em

O Circuito audiovisual ‘Aruandando no Brejo’ chega a Guarabira nesta sexta e sábado. A mostra de cinema itinerante será aberta na sexta-feira (9) no Teatro Municipal Geraldo Alverga com exibições de curtas metragens premiados no ‘Fest Aruanda’. A programação continua nesse sábado (10) com palestra do cinema silencioso (anos 1920) à primeira do cinema paraibano (2018/19), seguido de debates.

Nesta sexta-feira, durante a abertura, será exibido o curta do Galerias Urbanas; Aruanda – Dr. Linduarte Noronha; Noite no Sitio (Ficção) – Dir. Lucas Machado; A ética das hienas (Ficção) – Dir. Rodolpho de Barros; Flor no quintal (Animação) – Dir. Mercicleide Ramos; Makinaria (Animação) Dr.Igor Tadeu e Faixa de Gaza (Ficção) – Dir. Lucio César.

No sábado a palestra ficará a cargo do professor Dr. Lucio Vilar (Demid-UFPB). Também haverá a exibição de animação em longa-metragem: As Aventuras do Avião Vermelho, do diretor Frederico Pinto, além do longa-metragem “Cássia Eller”, do diretor Paulo Fernandes.

Codecom

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas