Conecte-se conosco

Saúde

Covid-19: Saúde distribui 1 milhão de doses de vacina para crianças

Lotes da CoronaVac foram produzidos pelo Instituto Butantan.

Publicados

em

© José Cruz/Agência Brasil

Um milhão de doses da vacina CoronaVac serão distribuídas em todas as unidades federativas para reforçar o combate à covid-19 entre crianças com idade a partir de 3 anos e menores de 5 anos. A expectativa do Ministério da Saúde é que o imunizante seja distribuído até o início da próxima semana.

As vacinas produzidas pelo Instituto Butantan serão distribuídas de forma “equânime e proporcional” aos estados e ao Distrito Federal, levando em conta a parcela da população que se encontra nesta faixa etária.

Anúncio


“Para crianças, o esquema vacinal com a CoronaVac é o mesmo do público adolescente e adulto. São duas doses com intervalo de 28 dias entre elas”, informou o ministério ao recomendar que a administração seja concomitante das vacinas, “simultaneamente às demais vacinas do calendário vacinal ou em qualquer intervalo na faixa etária de 6 meses de idade ou mais”.

Segundo a autoridade do setor de saúde, as doses de reforço aumentam a proteção contra casos graves e óbitos pela covid-19.

Cerca de 519 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 já foram distribuídas no país. O ministério informa que “mais de 69 milhões de brasileiros ainda não buscaram a primeira dose de reforço”.

Veja como será a distribuição das doses:

Acre: 6.010

Alagoas: 17.400

Amapá: 5.400

Amazonas: 27.250

Bahia: 70.930

Ceará: 40.820

Distrito Federal: 14.510

Espírito Santo: 18.500

Goiás: 34.400

Maranhão: 43.620

Mato Grosso: 21.350

Mato Grosso do Sul: 15.320

Minas Gerais: 86.510

Pará: 51.100

Paraíba: 20.900

Paraná: 47.830

Pernambuco: 40.000

Piauí: 14.580

Rio de Janeiro: 72.800

Rio Grande do Norte: 16.140

Rio Grande do Sul: 46.310

Rondônia: 10.180

Roraima: 4.440

Santa Catarina: 34.040

São Paulo: 218.590

Sergipe: 10.940

Tocantins: 9.030

Agência Brasil

Rate this post
Anúncio


Saúde

Paraíba registra 194 novos casos de tuberculose nos três primeiros meses de 2023

Publicados

em

Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (24) é comemorado o dia mundial de combate a tuberculose, e a Paraíba registrou, até o dia 07 de março deste ano, 194 novos casos da doença. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), no ano passado houve um total de 1.450 casos novos notificados.

De acordo com o Ministério da saúde, O Brasil registrou 78 mil novos casos de tuberculose no ano passado – um aumento de 4,9% em relação ao ano de 2021, quando o país teve recorde de mortes pela doença – 5 mil no total, maior número registrado nos últimos dez anos. Atualmente, a tuberculose  é  a segunda doença infecciosa que mais mata, atrás apenas da covid-19, e a principal causa de morte entre pessoas postadoras de HIV e Aids.

Anúncio


Ainda segundo o Ministério da Saúde, homens de 20 a 64 anos apresentam risco três vezes maior de contrair a tuberculose do que mulheres na mesma faixa etária. Em 2022, o país contabilizou 2,7 mil casos em menores de 15 anos, sendo 37% dessas notificações referentes a crianças de até quatro anos.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, causada pelo ‘Mycobacterium Tuberculose’ que afeta, principalmente, os pulmões.  A infecção precisa ser tratada de forma correta e rápida. Para isso, as pessoas com sintomas devem procurar atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), que é a porta de entrada para atender pacientes com tuberculose.

O tratamento da doença é gratuito e ofertado nos serviços de saúde pelo Sistema Unico de Saúde (SUS). Apenas os casos que necessitam de acompanhamento por especialistas é que devem ser encaminhados para os serviços de referência, como o Hospital Clementino Fraga.

O diagnóstico da doença é feito a partir de um exame  simples, por meio da coleta do escarro, que precisa ser encaminhada para o Laboratório Municipal ou para o Laboratório de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB).

ClickPB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Saúde

Paraíba amplia público prioritário para a vacina Bivalente contra Covid-19

Publicados

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) ampliou o público para a aplicação da vacina Bivalente contra a Covid-19. Agora, todos os contemplados nos grupos prioritários podem tomar o imunizante, conforme quantitativo do estoque de cada município. A Paraíba iniciou a distribuição das doses no dia 14 de fevereiro para os municípios darem início à vacinação em grupos específicos mais vulneráveis que podem ter a evolução em desfechos graves.

De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Jhony Bezerra, nesta segunda-feira (20), a SES recebeu mais de 90 mil doses da vacina Bivalente. Ele afirma que a secretaria segue a orientação do Ministério da Saúde, que é ampliar para todas as fases. Porém, reforça a orientação aos municípios que ampliem o público se tiver a vacina em estoque.

“É importante lembrar que a vacina é segura e este reforço é necessário para manter a população mais vulnerável protegida. É essencial trabalhar a conscientização para que a população busque a sala de vacinação. Estamos em um momento confortável no cenário do vírus, porém não podemos descuidar. Nós temos a ferramenta para combater o vírus, que são as vacinas disponíveis nos postos de vacinação de todo o estado”, pontua.

São considerados grupos prioritários: os idosos de 60 anos ou mais, pessoas vivendo em instituições de longa permanência a partir de 12 anos (ILP e RI) e seus trabalhadores; pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos de idade (transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea, com neoplasias hematológicas, com leucemias, linfomas e síndromes mielodisplásicas, pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses, pessoas vivendo com HIV, pessoas com doenças inflamatórias imunomediadas, em uso de imunossupressores e/ou imunobiológicos que levam à imunossupressão, pessoas com erros inatos da imunidade); indígenas, ribeirinhos e quilombolas (a partir de 12 anos de idade); gestantes e puérperas; trabalhadores da saúde; pessoas com deficiência permanente (a partir de 12 anos de idade); população privada de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativas; e funcionários do sistema de privação de liberdade.

Anúncio


Secom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Paraíba

Mais de R$ 14 milhões: João Azevêdo entrega equipamentos que vão modernizar a rede de saúde do Estado

Publicados

em

Fotos: José Marques

O governador João Azevêdo entregou, nesta sexta-feira (17), equipamentos de informática para a renovação do parque tecnológico da Secretaria de Estado da Saúde e a modernização de toda rede de saúde do Estado. Foram entregues 1.755 computadores, notebooks e componentes que vão possibilitar a modernização e, em seguida, a interligação dos prontuários eletrônicos na rede de saúde.  

Os equipamentos foram adquiridos por meio de empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) dentro do Projeto de Aprimoramento do Modelo de Atenção à Saúde na Paraíba (Amar). Os investimentos na modernização do Parque Tecnológico da Saúde somam mais de R$ 14 milhões. 

Anúncio


O governador João Azevêdo destacou que esses investimentos caminham na melhoria da qualidade dos serviços de saúde, e isso é feito com os profissionais de saúde e com as condições de trabalho para que prestem o melhor atendimento. “Quando fazemos um investimento de R$ 14 milhões na saúde, temos a plena convicção de que estamos elevando a qualidade de serviço para a população”. 

João Azevêdo ressaltou que essa é uma primeira etapa do projeto Amar, que prevê investimentos de quase 50 milhões de dólares junto ao BID na rede de saúde do Estado. Ele acrescentou que o projeto prevê ainda a construção de novas unidades de saúde, ampliação e informatização de todos os hospitais para que os prontuários eletrônicos e exames estejam interligados em toda rede.    

O secretário de Saúde do Estado, Johny Bezerra, destacou que os investimentos possibilitarão também o avanço da telemedicina e modernização de toda a gestão da saúde pública da Paraíba. Ele adiantou que o próximo passo será a implantação de um software em que todos os prontuários eletrônicos estejam interligados e possibilitem o acompanhamento a longo prazo dos pacientes.    

O deputado federal Gervásio Maia afirmou que esses investimentos dão o alicerce para que programas desenvolvidos pelo Governo do Estado como o Opera Paraíba e o Coração Paraibano e a interiorização dos serviços de saúde, com os tomógrafos que estão sendo instalados nos hospitais localizados nas regiões, vão qualificar a saúde ofertada aos paraibanos.   

A solenidade de entrega aconteceu no galpão de patrimônio da Secretaria de Saúde do Estado e contou com as presenças do vice-governador Lucas Ribeiro, do secretário de Saúde do Estado, Johny Bezerra, do deputado federal Gervásio Maia, deputados estaduais Wilson Filho, Daniela do Vale e Eduardo Brito e servidores da Secretaria de Saúde do Estado.

Assessoria

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas