Conecte-se conosco

Variedades

Brasileiro com ELA cria aplicativo para pessoas com distúrbios na fala

Publicados

em

Foto: Divulgação

José Afonso Braga, 47 anos, foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA) em 2013. A doença ataca o sistema nervoso central e provoca paralisia motora progressiva e irreversível. Já no primeiro ano após a confirmação do diagnóstico, Zé, como prefere ser chamado, perdeu todos os movimentos do corpo e também a voz.

Ele chegou a experimentar aplicativos voltados para pessoas com distúrbios na fala, mas a maioria das opções no mercado era limitada ao idioma inglês, possuía dicionários fixos e uma interface confusa. Com formação em tecnologia da informação, o mineiro, pai de três filhos, traçou uma espécie de luta contra o tempo para desenvolver uma forma alternativa de se comunicar. Foi quando surgiu o WeCanSpeak.

Anúncio


A entrevista à Agência Brasil foi feita na sala de estar da casa de Zé, sob o olhar atento da esposa, Valéria Braga. O bate-papo com a repórter ocorreu única e exclusivamente pelos movimentos dos olhos do entrevistado, que se fixam nas teclas da tela de um computador até formar palavras, posteriormente transformadas em áudio. Apesar de todas as limitações, ele conta que está bem, sobretudo em razão dos cuidados qualificados que recebe e de todo o apoio da família e de amigos.

O lançamento oficial do WeCanSpeak aconteceu no último dia 3. Em menos de dez dias, foram mais de 300 downloads. A ferramenta pode ser utilizada em computadores e tablets e é disponibilizada de forma gratuita. Uma versão paga é oferecida a “usuários mais exigentes”, como o próprio Zé classifica.

José Afonso Braga, portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), criou um aplicativo prático e intuitivo para ajudar pessoas com a doença degenerativa a se comunicarem, o WeCanSpeak.

Entre as premissas básicas fixadas para o desenvolvimento do aplicativo estavam: ser universal; ser configurável (o usuário pode criar seu próprio dicionário com palavras e frases completas adequadas ao seu cotidiano); ser simples, prático e intuitivo (o usuário não precisa passar por vários comandos para falar uma simples frase); e ser acessível (pessoas com todo tipo de poder aquisitivo podem ter acesso à ferramenta).

O aplicativo permite até mesmo que ele receba os amigos em casa às quintas-feiras para uma partida de pôquer. A jogatina, segundo a esposa, segue madrugada adentro. “A comunicação é a base da socialização e perder essa capacidade de socializar é, talvez, a maior dor causada pela doença”, disse.

Perguntado sobre sua relação com a doença, ele diz que aceita os desafios impostos pela vida com naturalidade. Ao final de uma conversa tranquila, com o som dos equipamentos que garantem a respiração mecânica de Zé ao fundo, uma frase encerra a entrevista, quase que como uma lição de vida: “Desde o primeiro momento, tenho o compromisso de não deixar a doença me tirar a alegria de viver. E estamos conseguindo isso”.

Fonte: Agência Brasil

Rate this post
Anúncio


Paraíba

AGORA É LEI! Idosos ganham gratuidade em eventos esportivos na Paraíba

Publicados

em

Foto: Pixabay/ ilustração

O governador da Paraíba sancionou nesta quinta-feira (6) a Lei 13.288/24, de autoria do deputado Delegado Wallber Virgolino, que dá gratuidade nas taxas de inscrição para idosos em eventos esportivos no Estado.

Conforme a lei, pessoas com 60 anos ou mais terão 100% de isenção nas taxas de inscrição para participar de eventos esportivos, conforme disposto na Lei nº 10.741/2003, que trata do Estatuto da Pessoa Idosa.

Anúncio


A medida visa promover a inclusão social e incentivar a prática esportiva entre a população idosa.

Ascom/ALPB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Brasil

Inscrições para o Enem 2024 terminam nesta sexta-feira

Publicados

em

Terminam nesta sexta-feira (7), às 23h59 (horário de Brasília), as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024. Para os moradores do Rio Grande do Sul (RS), um novo calendário será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), por causa da calamidade pública causada por enchentes e temporais.

A solicitação de atendimento especializado ou tratamento por nome social também só poderá ser feita até o fim do prazo de inscrição. As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro

Anúncio


A taxa de inscrição, no valor de R$ 85, poderá ser paga até o dia 12 de junho pelos estudantes não isentos. O pagamento pode ser feito por PIX, cartão de crédito, débito, em conta corrente ou poupança e por boleto, emitido na Página do Participante, onde também consta o QR Code. Os moradores do Rio Grande do Sul também terão isenção desse valor.

De acordo com o Inep, mesmo com condições especiais, os estudantes do Rio Grande do Sul poderão se inscrever no período regular normalmente.

Enem

Criado em 1998, o Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e também é a principal porta de entrada para a educação superior no país. Os resultados da avaliação podem ser usados para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e ao Programa Universidade para Todos (ProUni) e também são aceitos em instituições privadas e de outros países de língua portuguesa que tenham acordo com o Brasil.

Os estudantes que não concluíram o ensino médio também podem participar na condição de treineiros, para autoavaliação nos anos anteriores ao término da educação básica.

Pé-de-Meia – O estudante da 3ª série do ensino médio (de escola pública) que comparecer aos dois dias de Enem 2024 (incluindo eventual reaplicação) terá direito ao incentivo de R$ 200. O valor será depositado, após a conclusão dessa etapa educacional, na conta-poupança em que o aluno recebe os demais incentivos do programa.

Isenção de TAXA – Caso esteja enquadrado em algum programa social como CadÚnico. Poderá pedir a isenção da taxa de inscrição. Instruções pode conferir na página do INEP.

Fontes: Agência Brasil e INEP

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Cultura

TCE-PE estuda construir Centro Cultural inspirado no Ariano Suassuna do TCE-PB

Publicados

em

Foto: Assessoria

O vice-presidente do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB), conselheiro Fábio Nogueira, visitou, nesta terça-feira (4), o Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE). O objetivo da visita foi para troca de experiências de gestão e de boas práticas. Ele foi recebido pelo presidente do TCE de Pernambuco, conselheiro Valdecir Pascoal; e pelo presidente da 2ª Câmara do TCE-PE, conselheiro Ranilson Brandão. 

Num primeiro momento, o conselheiro Fábio Nogueira apresentou e detalhou como foi desenvolvido a execução do Centro Cultural Ariano Suassuna (CCAS), o complexo arquitetônico que abriga a Escola de Contas, o auditório Celso Furtado, um salão para exposições artísticas e literárias, e o Espaço Cidadania Digital Conselheiro Juarez Farias.

Anúncio


Conforme relatou Nogueira, a atual gestão do TCE-PE tem a intenção de construir uma estrutura similar a do TCE paraibano. Recentemente, técnicos do TCE-PE vieram à Paraíba conhecer o CCAS de perto. O vice-presidente do Tribunal de Contas da Paraíba destacou que, pela estrutura oferecida e pela beleza arquitetônica, o Centro Cultural do TCE-PB virou referência para eventos regionais, nacionais e internacionais.  

Durante a visita institucional, Fábio Nogueira foi recebido no gabinete da Presidência do TCE-PE e também conheceu as ações daquela Corte de Contas na área de educação, especialmente voltadas para a primeira infância. Segundo os conselheiros, o Tribunal de Contas de Pernambuco “tem se destacado por diversas iniciativas que visam garantir o acesso das crianças a serviços de qualidade, promovendo seu desenvolvimento pleno”. 

Investir na primeira infância, segundo o TCE-PE, “traz impactos positivos não só para as próprias crianças, mas para toda a sociedade a longo prazo”. 

Entre as principais ações do TCE estão:

– Fiscalizar a aplicação dos recursos públicos; avaliar a efetividade de programas e projetos; formar conselheiros tutelares; acompanhar a implementação do Plano Nacional pela Primeira Infância e estimular a participação social. 

“Essas iniciativas são essenciais para a garantia dos direitos da primeira infância no nosso Estado, demonstrando o compromisso do TCE-PE com o desenvolvimento integral das crianças e com o bem-estar da comunidade”, destacou o presidente Valdecir Pascoal.

Ascom/TCE-PB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas