Conecte-se conosco

Cidadania

Confira os gabaritos e resultados do Concurso Pública 2019 da Prefeitura de Guarabira

Publicados

em

Foto: Ilustração

O concurso público da Prefeitura de Guarabira no estado da Paraíba, que ocorreu no último final de semana, contou com mais de 12 mil candidatos que disputam 192 vagas em cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior. Do total de oportunidades, 5% ficam reservadas para candidatos com deficiência. Os salários variam entre R$ 998,00 e R$ 2.550,00, por jornada de trabalho de 20h a 40h semanais.

As provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, que ocorreram no último domingo, 14 de julho, contaram com questões de múltipla escolha. Estas, serão avaliadas de em uma escala de zero a 1020 pontos, sendo considerado habilitado o concorrente que obtiver pontuação igual ou superior a 600 pontos.

Anúncio


Gabarito

A divulgação do gabarito preliminar das provas objetivas, foi no mesmo dia da aplicação, 14 de julho, após o encerramento da mesma, no site da organizadora.

Concorrerão à Prova de Títulos todos os candidatos aos cargos do Magistério, de nível superior habilitados nas provas objetivas, que forem classificados e que estiverem na margem de três vezes a quantidade de vagas oferecidas para os cargos. Somente serão computados os títulos dos candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 600 pontos e que estiverem na margem de três vezes a quantidade de vagas oferecidas para os cargos. Os candidatos que não tiverem seus títulos computados, mas que forem aprovados no Concurso Público poderão, possivelmente, serem convocados, caso a Prefeitura do Município de Guarabira julgue necessário.

A Prova Prática será realizada na cidade de Guarabira – PB, ou em algum Município vizinho. Os candidatos ao cargo de Motorista D e Operador de Máquinas Pesadas deverão ficar atentos ao edital de Convocação a ser publicado no endereço eletrônico da organizadora. Esta, terá caráter classificatório e eliminatório, considerando-se habilitado o candidato que nela obtiver nota igual ou superior a 500 pontos.

O prazo para interposição de recursos será de dois dias úteis após a concretização do evento que lhes disser respeito, tendo como termo inicial o primeiro dia útil subsequente à data do evento a ser recorrido.

A classificação dos candidatos será na ordem decrescente das notas obtidas nas provas, por cargo de opção, sendo considerado apto o candidato que obtiver a nota igual ou superior a 600 pontos.

O prazo de validade do concurso público que é de dois anos, poderá ainda ser prorrogado por igual período.

Acompanhe a divulgação do gabarito e resultado final do concurso público

Rate this post
Anúncio


Cidadania

LBV e Conselho do Idoso promovem encontro “Diga não à violência: Paz e respeito entre as gerações”

O Dia Mundial da Conscientização sobre a Violência contra a Pessoa Idosa é marcado com ações socioeducativas na LBV no bairro do Cruzeiro.

Publicados

em

Ascom/LBV

A população brasileira está mais velha. Com os avanços da medicina, o aumento da expectativa de vida das pessoas vem crescendo. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em dez anos (2012–2021) a parcela de pessoas com 60 anos ou mais, saltou de 11,3% para 14,7%. Em números absolutos, passou de 22,3 milhões para 31,2 milhões. À medida que mais pessoas atingem a idade, é fundamental intensificar os cuidados com a segurança, a qualidade de vida e o respeito com esse grupo etário.

Grave problema social

A violência contra os direitos dos idosos é um problema de ordem mundial, independentemente da etnia, religião ou classe socioeconômica. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), ações que afetam a integridade física e emocional da pessoa e que impedem ou anulam seu papel social são classificadas como situações de violência. Muitos não denunciam por medo de represália ou de punições por parte da família e optam em permanecer em silêncio achando ser a melhor saída para evitar conflitos.

Anúncio


Cultura global de Paz

O Dia Mundial de Conscientização sobre a Violência Contra a Pessoa Idosa (15/6) é uma data reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2011, como um marco para manifestações do mundo inteiro em oposição aos abusos e sofrimentos infligidos às gerações mais velhas. Uma sociedade fortalecida e consciente é aquela que busca o respeito mútuo entre todos.

Nesse sentido, na última terça-feira (13/06), na Sede da LBV em parceria com o Conselho Municipal do Idoso de João Pessoa/PB, promoveu uma roda de diálogo para dezenas de idosos que integram o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos – Vida Plena, da Entidade, para dar maior visibilidade à data e destacou ainda mais os direitos dessa população.

A LBV trabalha de forma preventiva para que os idosos tenham seus direitos garantidos e os vínculos com seus familiares fortalecidos, além de colaborar no processo do envelhecimento saudável, no desenvolvimento da autonomia e na inserção sociocultural dos atendidos em suas unidades.

Para conhecer o trabalho empreendido pela LBV em João Pessoa/PB, que atende crianças, adolescentes, idosos e famílias, faça uma visita a Sede da Instituição, situada a Rua das Trincheiras, 703 – Bairro do Cruzeiro. Junte-se à essa causa e ajude a investir nas diversas gerações beneficiadas pelas ações da Instituição.

Doe acessando o site www.lbv.org.br ou faça uma transferência bancária pelo PIX: [email protected] para que esse serviço aos mais vulneráveis leve Esperança, dignidade e cidadania.

Ascom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Cidadania

MPT, MPPB, MPF e órgãos parceiros discutem empregabilidade de pessoas em situação de rua

Publicados

em

Foto: Ascom MPT-PB

Membros do Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB), do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e do Ministério Público Federal (MPF) se reuniram com representantes de diversas instituições, na última quinta-feira (20), para discutir ações e estratégias para a implementação de um projeto de “Empregabilidade de Pessoas em Situação de Rua”. A procuradora-chefe do MPT-PB, Andressa Ribeiro Coutinho, conduziu a reunião, que aconteceu na sede da instituição, em João Pessoa.

A reunião contou com a participação de instituições federais, estaduais e também com entidades da sociedade civil organizada que já desenvolvem ações com a população em situação de rua.

Anúncio


“A união de diversos órgãos em prol do resgate e da inclusão das pessoas em situação de rua como cidadãos efetivos é uma iniciativa que tem como objetivo a melhoria das condições de vida dessas pessoas e, principalmente, conferir o status de ‘cidadão efetivo’ a essas pessoas. O Ministério Público do Trabalho, dentro desse contexto, vem com o papel de auxiliar na inclusão dessa população vulnerável no mercado de trabalho para que ela venha a ter o seu sustento próprio, através da sua força de trabalho, da sua mão de obra”, ressaltou a procuradora-chefe do MPT-PB, Andressa Ribeiro Coutinho e coordenadora Regional da Coordigualdade/MPT (Coordenadoria de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho).

Evento em maio vai oferecer emissão de documentos
A promotora de Justiça do Ministério Público Estadual, Liana Carvalho, falou sobre a importância de garantir a documentação básica para esse público, porque algumas pessoas sequer “existem” oficialmente.

“Era muito importante que os entes públicos se reunissem, todos voltados para as políticas para pessoas em situação de rua. Houve novos avanços, principalmente quanto à inserção de novos atores na semana de registros públicos voltados a pessoas em situação de rua, que será de 8 a 12 de maio, comandada pela Corregedoria Geral do Tribunal de Justiça. Acho que esse foi o principal avanço, além da formação de um grupo, onde a gente vai continuar debatendo essas temáticas tentando levar o maior número de políticas públicas para essas pessoas tão necessitadas”, afirmou a promotora de Justiça Liana Carvalho, coordenadora do Núcleo de Gênero, Diversidade e Igualdade Racial (Gedir) do MP Estadual.

Censo da população em situação de rua
Um dos assuntos abordados pelos participantes foi a quantidade de pessoas que passaram a viver em situação de rua com os problemas sociais potencializados pela pandemia da Covid-19 e a importância de um censo que aponte a quantidade e a realidade em que vivem.

Empregabilidade, cidadania e acesso à justiça
“A reunião foi muito produtiva, uma vez que além de discutir meios de inserção da população em situação de rua no mercado de trabalho, colheu orientações e sugestões de outros órgãos no que concerne ao direito da pessoa em situação de rua de ter acesso ao sistema de Justiça e defesa dos direitos”, avaliou a procuradora da República Janaina Andrade, procuradora Regional dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal na Paraíba.

“A empregabilidade, cidadania e acesso à justiça é o tripé essencial para mudar a realidade social de um grupo de pessoas que estão em situação de vulnerabilidade”, acrescentou a procuradora Janaina Andrade.

Projeto começará na Capital
A proposta é que o projeto para empregabilidade de pessoas em situação de rua comece pela Capital, João Pessoa, para depois expandir a outras cidades da Paraíba. De acordo com o secretário executivo da Ação Social Arquidiocesana, Padre Egídio Carvalho, muitas pessoas em situação de rua possuem uma profissão e já trabalharam com carteira assinada.

Além do Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB), Ministério Público Estadual (MPPB) e Ministério Público Federal (MPF), participaram da reunião representantes da Justiça Federal da Paraíba, Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB), Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB), Ação Social Arquidiocesana, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH), Pastoral Carcerária da Arquidiocese e Pastoral do Migrante.

Ascom MPT-PB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Cidadania

Campi da UNIP são postos de coleta de donativos para as vítimas das chuvas no Litoral Norte

Publicados

em

Os campi da Universidade Paulista – UNIP, localizados na capital paulistana e em Alphaville (Santana de Parnaíba) estão recebendo doações que serão destinadas às vítimas dos temporais ocorridos no Litoral Norte de São Paulo.

São aceitas doações como alimentos não perecíveis, água potável, produtos de higiene pessoal e roupas e sapatos, que serão encaminhados ao órgão responsável pela distribuição.

Anúncio


Os campi são:

Alphaville: Av. Yogiro Takaoka, 3.500 – Santana de Parnaíba

Tel.: 4152-8888

Anchieta: General Leite de Castro, 201 – Jardim Santa Cruz – S. Paulo

Tel..: 2332-1300

Chácara Santo Antônio: Rua Cancioneiro Popular, 210 – Chácara Santo Antônio – S. Paulo – Tel.: 2114-4000

Cidade Universitária: Av. Torres de Oliveira, 330 – Jaguaré – S. Paulo

Tel.: 3767-5800

Indianópolis: Rua Dr. Bacelar, 1.212 – Vila Clementino – S. Paulo

Tel.: 5586-4000

Marquês: Av. Marques de São Vicente, 3.001 – Água Branca – S. Paulo

Tel.: 3613-7000

Norte: Rua Amazonas da Silva, 737 – Vila Guilherme – S. Paulo

Tel.: 2790-1550

Paraíso/Vergueiro: Rua Vergueiro, 1.211, 8º andar – Paraíso – S. Paulo

Tel.: 2166-1000

Paulista: Av. Paulista, 900 – Bela Vista – S. Paulo

Tel.: 3170-3700

Pinheiros: Rua Padre Carvalho, 566 – Pinheiros – S. Paulo

Tel.: 3039-7900

Tatuapé: Rua Antônio Macedo, 505 – Tatuapé – S. Paulo

Tel.: 2090-4500

Assessoria

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas