Conecte-se conosco

Educação

Programa Jovens Embaixadores 2022 abre inscrições com 50 vagas para intercâmbio nos EUA

Publicados

em

O Programa Jovens Embaixadores abriu, nesta quarta-feira (17), as inscrições para a edição 2022 do programa. Neste ano, até 50 estudantes da rede pública de ensino de todo o Brasil com perfil de liderança e um forte espírito empreendedor serão selecionados para um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos, entre os meses de maio e junho de 2022. Durante o período, os estudantes participarão de oficinas sobre liderança e empreendedorismo e visitas a escolas, projetos de empreendedorismo social e reuniões com representantes do Governo, bem como outras atividades relacionadas ao tema do programa. Eles também visitarão projetos de empreendedorismo jovem e farão apresentações sobre o Brasil.

As inscrições seguem abertas até o dia 9 de fevereiro de 2022 e podem ser feitas por meio do site oficial do programa (https://jovensembaixadores.org.br). Na Paraíba, a Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT-PB) é a Instituição Parceira da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil para a execução do programa Jovens Embaixadores. Estudantes paraibanos podem enviar suas dúvidas e realizar um acompanhamento de inscrição através do e-mail [email protected]. A seleção dos estudantes será feita por meio de avaliação do desempenho escolar, provas escritas de proficiência em Língua Inglesa, além de entrevistas orais em Inglês.

Pré-requisitos – Os estudantes interessados em participar da seleção devem seguir alguns pré-requisitos, como: ter nacionalidade brasileira, ter entre 15 e 18 anos, ter pouca ou nenhuma experiência no exterior, jamais ter viajado aos EUA, ter boa fluência oral e escrita em Inglês, ser aluno do Ensino Médio da Rede Pública, pertencer à camada socioeconômica menos favorecida, ter excelente desempenho escolar, ter perfil de líder e empreendedor, ser comunicativo, possuir boa relação doméstica e escolar, estar engajado em atividades de empreendedorismo e impacto social.

Programa Jovens Embaixadores – O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa oficial do Departamento de Estado dos EUA e, no Brasil, é coordenado pela Embaixada e Consulados dos Estados Unidos da América. Entre os principais colaboradores estão o Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), a ampla rede de Centros Binacionais Brasil-Estados Unidos (BNCs), além de empresas que demonstram comprometimento com a responsabilidade social corporativa.

Secom-PB

Rate this post

Cidades

Escola Integral de Lagoa Seca conquista primeiro lugar do Nordeste no Prêmio de Propriedade Intelectual nas Escolas

Publicados

em

A Escola Cidadã Integral Técnica Francisca Martiniano da Rocha, de Lagoa Seca, venceu o primeiro Prêmio de Propriedade Intelectual nas Escolas (PI nas Escolas), com o projeto ‘Criação de Plástico Biodegradável de Batata-doce e capim braquiária’, desenvolvido pelo grupo de estudo da escola ‘Os Sapiens Educação STEAM’. A escola ficou em primeiro lugar no Nordeste na categoria ‘Planeta’ e recebeu a premiação no valor de R$ 4 mil.

O Prêmio PI nas Escolas é um concurso realizado pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial que tem o propósito de  identificar, valorizar e divulgar experiências educativas, inclusivas, equitativas, transdisciplinares e de qualidade, conforme o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) 4 aprovado pelos Estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), planejadas e realizadas por professores, gestores escolares de escolas das redes privada, federal, estadual e municipal de ensino, da Educação Infantil ao Ensino Médio e Profissionalizante.

O concurso foi realizado em cinco categorias: Criatividade – Educação para a inovação e produção artística; Cidadania – Educação para a cultura de respeito pela criação; Tecnologia – Educação para a ciência e inovação; Planeta – Educação para o aproveitamento sustentável e inovador dos recursos naturais; e Negócios – Educação para o empreendedorismo.

O projeto ‘Criação de plástico biodegradável de batata-doce e capim-braquiária’ foi inscrito na categoria ‘Planeta – Educação para o aproveitamento sustentável e inovador dos recursos naturais’, e desenvolvido por quatro estudantes da 1ª série do ensino médio. O projeto teve início no mês de maio, após identificar o cenário socioeconômico e ambiental de Lagoa Seca por meio da plataforma Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Cidades 2021.

Como foi desenvolvido – Com o objetivo de combater as queimadas e o lixo plástico, por meio da articulação e diversificação dos arranjos produtivos locais, através da Agenda 2030 levados à sociedade de Lagoa Seca, foi criado neste projeto um plástico biodegradável a partir da batata-doce e do capim-braquiária.

Para o desenvolvimento e criação do plástico, os estudantes tiveram o apoio e orientação de quatro professores de diferentes áreas: Biologia, Matemática, Química e do professor da base técnica do curso de Comércio ofertado pela escola. Segundo o professor de Biologia, Damião Queiroz, a ECIT Francisca Martiniano da Rocha está em reforma, no entanto, a Secretaria de Cultura de Lagoa Seca cedeu o espaço físico para os professores e alunos, que levaram os equipamentos e vidrarias para realizarem os experimentos.

“Foram realizados 22 encontros, sendo 14 de forma remota pelo google meet e oito encontros presenciais, seguindo todos os protocolos de saúde estabelecidos pelo Estado e o município. Os presenciais foram realizados de forma alternada em ambiente aberto e ventilado, ocorrendo no espaço da Secretaria de Cultura de Lagoa Seca”, contou o professor Damião.

Para a Gestora, Michelle Fialho, “o prêmio representa o ideal de protagonismo trabalhado em nossa Escola. Além de mostrar o potencial do Ensino Integral, as mudanças que o modelo proporcionou para a comunidade, o prêmio traz uma representatividade significativa para nossos alunos e toda a equipe. Alunos de escola pública, alunos da zona rural, que mesmo durante o ensino remoto mostraram empenho e dedicação à pesquisa desenvolvendo um trabalho único e inédito em nossa cidade”, ressaltou.

A estudante Valeska Silva destacou a importância do Prêmio. “O prêmio PI foi uma grande conquista, uma experiência ótima que tive na participação desse projeto. A escola se dedicou muito para nos ajudar na construção do bioplástico com toda a organização. Através desse projeto, consegui aprender várias coisas como por exemplo as ODS e o método científico que era um assunto que eu não  tinha conhecimento”, comentou.

Secom-PB

Rate this post
Continue lendo

Educação

Enem 2021: cartão de confirmação com local da prova é liberado

Publicados

em

Candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 já podem consultar o local de prova na página do participante. O site apresentou instabilidades, mas o acesso já foi estabilizado.

O local da prova é divulgado no cartão de confirmação de inscrição do exame. O documento traz, entre outras informações, o número de inscrição, a data e o horário em que a prova será aplicada. O exame está marcado para os dias 21 e 28 de novembro.

O cartão também registra que o participante deve contar com determinado atendimento especializado, assim como tratamento pelo nome social, caso essas solicitações tenham sido feitas e aprovadas.

Rate this post
Continue lendo

Cidades

UFPB oferta 150 vagas para Especialização em Educação Financeira

As inscrições deverão ser realizadas pelo Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Sigaa), no período de 23 de outubro a 4 de novembro.

Publicados

em

Foto: UFPB/Divulgação

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB), divulgou edital para 150 vagas no Curso de Especialização em Educação Financeira (CEEF), do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA),na modalidade educação a distância. A pós-graduação Lato Sensu é resultado da parceria formada entre a UFPB, a Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil), a Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (SEECT-PB) e a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB). As inscrições deverão ser realizadas pelo Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Sigaa), no período de 23 de outubro a 4 de novembro.

O curso, que está na sua segunda turma, tem o objetivo de qualificar professores da rede de escolas públicas para difundir a educação financeira no estado da Paraíba. O Coordenador do curso, o Prof. Bruno Frascaroli, esclareceu que, inicialmente, estavam previstas 120 vagas, no entanto, esse número foi ampliado para 150. “A novidade desse ano é que, além da Paraíba, poderão participar também professores e coordenadores administrativos-financeiros dos estados do Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte”, explicou o professor.

O Curso é voltado para professores e técnicos administrativos financeiros da rede pública de ensino em pleno exercício nas escolas. Para realizar a inscrição no processo seletivo, será necessário anexar ao formulário do Sigaa a documentação exigida no edital, e gerar a Guia de Recolhimento da União (GRU) da taxa de inscrição no valor de R$ 50,00. O candidato também poderá solicitar a isenção do pagamento da taxa de inscrição de acordo com as normas do edital.

As vagas serão distribuídas para professores e coordenadores administrativo-financeiros do quadro ativo das seguintes instituições: da Secretaria da Educação e da Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba (até 30), das escolas públicas do Estado do Ceará (até 30), das escolas públicas do Estado de Pernambuco (até 30), das escolas públicas do Estado de Rio Grande do Norte (até 30), para professores e gestores financeiros do quadro ativo da Prefeitura Municipal de João Pessoa (até 15) e para servidores efetivos do quadro ativo da Universidade Federal da Paraíba, que estejam em exercício na instituição (até 15 vagas).

A seleção contará com as seguintes etapas, de caráter eliminatório e classificatório: Prova de Conhecimentos em Educação, Prova de Títulos e Experiência Profissional. A nota mínima para cada etapa é 5,0 (cinco), sendo eliminados os candidatos que obtiverem nota inferior. O resultado final será divulgado no dia 3 de dezembro.

A parceria entre a UFPB e as demais instituições acontece desde 2017. A primeira turma do curso de especialização foi concluída em 2020, e na ocasião foram formados 30 professores da rede estadual de ensino da Paraíba.

PB Vale

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas