Conecte-se conosco

Educação

Campus de Guarabira forma 235 novos profissionais nas áreas de Direito, Filosofia, Geografia, História, Letras e Pedagogia

Fotos: Paizinha Lemos

Publicados

em

“Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida – ninguém, exceto tu, só tu”. Essa lição do filósofo alemão Friederich Nietzche, proferida pelo Orador Oficial das turmas concluintes do Centro de Humanidades (CH), retratou o sentimento de dever cumprido que tomou conta, nessa terça-feira (18), da cerimônia de Colação de Grau do período letivo 2018.1, realizada na Casa de Recepção Maison D’Mel, em Guarabira. O Campus III da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) colocou à disposição do mercado de trabalho 235 novos profissionais das áreas de Direito, Filosofia, Geografia, História, Letras e Pedagogia.

Presidida pelo reitor Antônio Guedes Rangel Junior, a solenidade foi prestigiada pela diretora do Centro de Humanidades (CH), professora Ivonildes da Silva Fonseca; pelo pró-reitor de Graduação, professor Eli Brandão da Silva; pelo presidente da OAB-Secção Guarabira, o advogado e professor Antônio Teotônio; como também por coordenadores de curso, chefes de departamento e demais professores que compõem o corpo docente do Campus III.

Eleito como paraninfo geral das turmas concluintes, o professor aposentado do Curso de Pedagogia, Geadelande Carolino Delgado, foi conduzido à mesa por uma comissão composta pelas estudantes Ruanny Gonçalves Neri (Direito), Rosiane Ferreira da Silva (História), Sonaley Soares de Lucena (Geografia), Sayure Raissa Cavalcante da Costa (Letras) e Joara Allana de Araújo Hipólito Ribeiro (Pedagogia). Emocionado, o docente relatou que ser paraninfo é a maior distinção que um professor universitário pode receber: “Acredito que tal honraria é fruto de nossa passagem pelo Curso de Pedagogia, no qual tivemos a grata satisfação de lecionar as disciplinas Estatística Aplicada à Educação e Metodologia do Ensino de Matemática”.

Para o professor Geadelande, a educação superior representa uma rede de incentivos que permite aos estudantes adquirirem conhecimento que efetivamente os emancipe. “O Centro de Humanidades tem como objetivo estimular os discentes a compreenderem o mundo a sua volta e, dessa maneira, contribuir para que ambos, aluno e mundo, sejam mudados para melhor”, disse o homenageado, que concluiu seu discurso deixando uma mensagem especial para os formandos: “Nunca baixem a cabeça, porque com persistência e perseverança chega-se ao objetivo pretendido. Todos, em regime de igualdade, devem se conscientizar de que o aprendizado permite abrir novas portas existenciais – o estudo liberta. Não tenham medo de ousar, não tenham medo de ser, façam a diferença, tragam melhores dias para todos nós e para o nosso país, pois o verdadeiro patriotismo é o que concilia a pátria com a humanidade”.

O concluinte Rafael Damião de Lima Silva, do Curso de Letras, fez a leitura do juramento, acompanhado por todos os demais formandos. O Orador Oficial, Gemarques Vieira M. Junior, do Curso de Direito, discorreu sobre como a UEPB foi importante na formação profissional e social de cada um dos que ali estavam para receber o grau acadêmico: “A Universidade nos proporcionou não só conhecimento técnico, mas também momentos de reflexão sobre empatia, sobre o Brasil, o mundo, relações interpessoais e a vida em comunidade, além de fornecer subsídios para acender a vontade de compreender e transformar a sociedade. Foi realmente um tempo inesquecível e de muito aprendizado”. Gemarques também fez um agradecimento especial aos professores e aos pais, destacando que “ninguém vence sozinho”. Ele finalizou suas palavras se dirigindo aos colegas: “Meus amigos e minhas amigas, saibamos cumprir com ética e efetividade os objetivos da nossa Constituição Federal, na busca pela construção de uma sociedade livre, justa e solidária. Este é um novo tempo. Este é o nosso tempo. Um excelente começo a todos”.

Por sua vez, o pró-reitor de Graduação, professor Eli Brandão, fez referência ao processo educativo como um fator de mudanças e transformações sociais. O reitor da UEPB, professor Rangel Junior, parabenizou os concluintes, frisando a significância da conquista obtida: “Chegar até aqui é, sem dúvidas, um ato de resistência. Estamos vivendo em mundo cheio de amarguras, mas é preciso sair da esfera das reclamações e partir para a ação. Para isso, é fundamental ser portador de uma esperança ativa. Honrem a história da nossa UEPB, sua trajetória de lutas em prol de um ensino de excelência; honrem seus pais, pelo esforço para ver um filho se formar; e honrem a sociedade paraibana, que possibilitou a cada um de vocês estudar em uma universidade pública e de qualidade reconhecida. A celebração de hoje é um ponto de chegada, mas também um ponto de partida, um ciclo que recomeça. Não esqueçam da ética no desempenho de suas atividades. Aprendam a ser tolerantes, pacientes e a lutar pelo nossos direitos.”

Em seguida, houve a conferência do grau acadêmico. Ingra D’avila Leite Lima foi a representante dos concluintes de Direito; Thaís Meire C. Da Silva Santos representou o curso de Geografia; os formandos de História foram representados por Joabson de Sousa Costa; Roniele Marques de Silva  recebeu o grau em nome dos concluintes de Letras; os formandos de Pedagogia foram representados por Nayane Hellen Mamede Guedes.

Ascom/CH

 

Cidades

UEPB altera Calendário Acadêmico e aulas do período 2020.1 terão início no dia 2 de março

Publicados

em

O início das aulas do período letivo 2020.1 da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) foi adiado para o dia 2 de março. A decisão consta na Resolução Ad Referendum UEPB/Consepe/0225/2020, que alterou o Calendário Acadêmico do referido semestre, considerando os impactos sociais e administrativos negativos para os candidatos aprovados no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) e para o calendário de chamadas e matrículas da UEPB, causados pelos atrasos do Ministério da Educação (MEC) na publicação das listas de aprovados e da Lista de Espera do processo seletivo.

Conforme a Resolução, foi considerado ainda que, em consequência dos referidos atrasos, o calendário de chamadas a partir da Lista de Espera precisou ser alterado, retardando o ingresso dos estudantes e comprometendo a formação das turmas. O documento destaca que a entrada muito tardia dos estudantes ingressantes em sala de aula, com o semestre letivo em curso, poderia comprometer irreparavelmente o devido cumprimento das cargas horárias dos componentes curriculares, afetando o desempenho acadêmico dos novos estudantes no primeiro período do curso, fatos que fizeram necessário o adiamento.

Com a alteração do início das aulas, também foram alterados os prazos das demais ações definidas no Calendário Acadêmico. A Resolução com o novo calendário pode ser conferida clicando AQUI.

Por Tatiana Brandão

Continue lendo

Cidades

Matrículas de aprovados no SiSU 2020.1 para cursos da UEPB serão realizadas de 30 de janeiro a 5 de fevereiro

Publicados

em

A Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) informa que as matrículas dos alunos aprovados no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2020.1 para cursos da Instituição serão realizadas entre os dias 30 de janeiro e 5 de fevereiro, na coordenação do curso para o qual o candidato foi selecionado.

Para se matricular, o estudante deve apresentar os seguintes documentos (com as respectivas cópias autenticadas): Certificado de Conclusão do Ensino Médio e Histórico Escolar; RG; CPF; Prova de quitação com o Serviço Militar (no caso de candidatos do sexo masculino); Registro de Nascimento ou Certidão de Casamento, Prova de Quitação com o TRE (para maiores de 18 anos); e uma foto 3 x4 recente.

Somente será permitida a matrícula aos estudantes que apresentarem todos os documentos exigidos no Edital, não sendo permitida a complementação de documentos posteriormente. Aqueles que não foram selecionados na Chamada Regular podem declarar interesse, no site do SiSU (http://www.sisu.mec.gov.br/), em participar da lista de espera. A partir do dia 10 de fevereiro, a UEPB iniciará a convocação da lista de espera. Ao todo, serão seis chamadas. As aulas do período letivo 2020.1 serão iniciadas no dia 17 de fevereiro.

Ao todo, a UEPB está ofertando 3.025 vagas para ingresso de novos alunos por meio do SiSU, em cursos de graduação dos seus oito câmpus, conforme o Termo de Adesão aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe). Outras informações podem ser obtidas através dos telefones (83) 3315-3350 e 3315-3434.

Assessoria/UEPB

Continue lendo

Educação

Estudantes podem se increver no Sisu a partir desta terça-feira

Publicados

em

Serão ofertadas neste semestre 237 mil vagas em 128 instituições.

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre amanhã (21) o calendário dos processos seletivos federais que usam o Enem como critério de seleção. Neste semestre, o Sisu vai ofertar 237 mil vagas em 128 instituições de ensino superior públicas. O prazo para se inscrever vai até sexta-feira (24).

Para participar do Sisu, é preciso ter feito o Enem 2019 e ter tirado nota acima de zero na prova de redação. Na hora da inscrição no processo seletivo é preciso informar o número de inscrição do Enem e a senha atual cadastrada na Página do Participante.

A nota do Enem está disponível desde sexta-feira (17) tanto no aplicativo, quanto na própria Página do Participante. É preciso informar o CPF e a senha cadastrada na hora da inscrição. Caso o candidato tenha esquecido a senha, pelo próprio sistema é possível recuperá-la.

É essa senha que deve ser usada na hora da inscrição no Sisu. O número de inscrição, que é solicitado também para participar da seleção, está disponível para cada estudante na Página do Participante.

Cálculo da nota

Na hora da inscrição, é possível escolher até duas opções de curso, de acordo com a ordem de preferência.

Alguns cursos, no entanto, têm certas restrições. O Sisu dá liberdade para as instituições de ensino definirem como usarão o Enem. Assim, determinado curso pode exigir, por exemplo, uma média mínima no Enem – que é a soma de todas as notas obtidas nas provas do exame, dividida por cinco – ou mesmo uma nota mínima em determinada prova. Isso faz com que, dependendo da nota obtida, estudantes não sejam classificados para determinados cursos.

É possível também conferir pesos diferenciados para as provas. A nota em ciências da natureza ou em matemática pode valer mais para um curso de física ou química, por exemplo. Dessa forma, a nota do estudante pode variar dependendo do curso para o qual ele está concorrendo.

Nota de corte

Uma vez por dia, o Ministério da Educação (MEC) divulga na página do Sisu as notas de corte, que são as menores para os candidatos ficarem entre os selecionados na modalidade escolhida. A nota de corte é calculada com base no número de vagas e no total de candidatos inscritos.

A nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição. Ela não garante que o estudante seja selecionado.

É possível alterar as opções de curso feitas até o final do período de inscrição. O Sisu considera válida a última opção registrada pelos estudantes.

Reservas de vagas

Todas as universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e centros federais de educação tecnológica participantes do Sisu oferecem vagas reservadas para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas. Há instituições participantes do Sisu que disponibilizam ainda uma parte de suas vagas para políticas afirmativas próprias.

No momento da inscrição, o participante deve optar por uma dessas modalidades, de acordo com o seu perfil. Os estudantes concorrem apenas com os demais candidatos que fazem a mesma opção, seja pela ampla concorrência ou por alguma política afirmativa. O sistema selecionará, entre eles, os que obtiveram as melhores notas no Enem de 2019.

Cronograma

As inscrições para o Sisu podem ser feitas de 21 a 24 de janeiro. No dia 28 de janeiro será divulgado o resultado da seleção. Os estudantes que forem aprovados deverão fazer a matrícula nas instituições de ensino entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro.

Aqueles que não forem selecionados poderão ainda participar da lista de espera. O prazo para se candidatar é de 29 de janeiro a 4 de fevereiro. Os candidatos em lista de espera serão convocados pelas próprias instituições de ensino, entre 7 de fevereiro e 30 de abril.

Próximos processos seletivos

Além de participar do Sisu, os estudantes podem usar as notas do Enem para concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições poderão ser feitas de 28 a 31 de janeiro. Podem também se inscrever no Programa de Financiamento Estudantil (Fies), de 5 a 12 de fevereiro.

Os estudantes podem ainda usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com mais de 40 instituições portuguesas.

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem como forma de seleção independente dos programas de âmbito nacional. Os estudantes podem, portanto, consultar diretamente as instituições nas quais têm interesse em estudar.

Agência Brasil

Continue lendo
Apoio

Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas