Conecte-se conosco

Política

Lei aprovada pela ALPB que garante informações a familiares de infectados por Covid-19 repercute no Brasil

Publicados

em

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), foi destaque nacional em reportagem exibida na tarde desta quinta-feira (14) pelo Jornal Hoje, da Rede Globo. Isso por causa da lei 11.685/20, de autoria da deputada Cida Ramos, que obriga os hospitais paraibanos a fornecerem informações diariamente às famílias de pacientes com Covid-19.

A lei, que foi sancionada pelo Governo da Paraíba e publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) da última terça-feira (12), determina que hospitais públicos, privados ou de campanha, ao receberem pacientes que sejam internados em leitos, centros de tratamento intensivo (CTI) ou unidade de tratamento intensivo (UTI) deverão, obrigatoriamente, preencher no momento da entrada no centro médico, formulário que contenha dados de, ao menos, 1 (um) familiar ou pessoa próxima, para que receba informações acerca da situação clínica do paciente.

De acordo com a deputada Cida Ramos, a iniciativa busca humanizar o processo de informação neste momento de isolamento social. “Nosso intuito é permitir que os familiares tenham acesso a informação da situação clínica dos pacientes, de forma online, possibilitando o acompanhamento e a evolução do quadro clínico, bem como evitando que essas pessoas tenham acesso à informações imprecisas. A prestação desse serviço deverá ocorrer diariamente, sob a supervisão de assistentes sociais, acolhendo a família do paciente, nesse momento tão delicado”, destacou Cida Ramos.

A Lei

Nos casos em que os pacientes sejam internados inconscientes ou não saibam informar um contato de familiar ou pessoa próxima, deverá ser realizada a busca ativa por assistente social da unidade. As informações serão enviadas, principalmente, via aplicativo de mensagem, em formato de áudio, possibilitando a recepção das comunicações por pessoas que tenham dificuldade com leitura.

Caso haja impossibilidade do envio por meio de aplicativo de mensagem, as mesmas devem ser enviadas por escrito ou via e-mail. Não sendo possível a comunicação via meio eletrônico, a mensagem deve ser passada por contato telefônico.

Assessoria/ALPB

Paraíba

Raniery quer empenho de senadores a projeto de Maranhão que federaliza rodovias na PB

Deputado, vice-líder do governo na ALPB, defende projeto de Zé Maranhão que beneficia rodovias

Publicados

em

A população da mesorregião do agreste paraibano há muito que reclama das condições de trafegabilidade das estradas, ocasionada pela ausência de faixa adicional e o crescente número de transportes de cargas para atender ao escoamento da produção das olarias, movelarias, destilarias, além da agroindústria existente na região.

De autoria do Senador José Maranhão, o deputado estadual Raniery Paulino (MDB), apresentou um requerimento manifestando aos Senadores ao Senador Veneziano Vital do Rego e a Senadora Daniela Ribeiro, no sentido de adotar medidas para dar continuidade ao PL nº 117/2018, que dispõe sobre a federalização das rodovias PB-073, entre a BR-230 e a localidade de Rua Nova, no município de Belém (PB), e a PB-105, em toda sua extensão.

“Com a passagem do senador José Targino Maranhão para a Morada Celestial, cumpre-nos o dever de requerer aos dignos senadores da Paraíba a continuidade da matéria e a mesma atenção para com este pleito que nos é tão importante”, disse Raniery.

Na ocasião, o parlamentar ressaltou a importância das rodovias PB-073, entre a BR-230 e a localidade de Rua Nova, no município de Belém (PB), e a PB-105, em toda sua extensão serem de domínio da União.

“O Governo da Paraíba não tem condições de arcar com todo o investimento que a região necessita por conta das fortes limitações orçamentárias. Nesse sentido, a solução vislumbrada pelo senador José Maranhão nos parece a mais acertada, na medida em que o repasse das rodovias referenciadas para o domínio da União (que tem um orçamento mais robusto), potencializará essa importante região paraibana”, argumentou o deputado.

Da Assessoria com Fato a Fato

Continue lendo

Guarabira

Raniery lamenta falecimento de Maranhão: “Segura na mão de Deus e vai meu amigo”

Deputado se diz triste com o falecimento do amigo e senador José Targino Maranhão

Publicados

em

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) lamentou, na noite desta segunda-feira (08), o falecimento do Senador José Maranhão (MDB-PB), em São Paulo. 

Maranhão lutava há mais de 70 dias em decorrência provocadas pela Covid-19. O parlamentar tinha 87 anos e estava internado no Hospital Vila Star, em São Paulo, onde lutou bravamente pela vida.

” Meu líder, uma das grandes referências na minha vida em quem me inspiro. Aprendi muito com Zé Maranhão e estas lições quero repassar para as novas gerações. Neste momento há uma mistura de sentimentos dentro do meu coração, mas há um sentimento que se sobressai, o da gratidão pela consideração de sempre. Segura na mão de Deus e vai meu amigo, meu líder”, lamentou Raniery.

Veja Post no instagram:

Fonte: Fatoafato.com

Continue lendo

Brasil

Morre, aos 87 anos, o senador José Maranhão, vítima de Covid-19

Decano do Senado estava internado em São Paulo desde 3 de dezembro, quatro dias após diagnóstico positivo para Covid

Publicados

em

José Maranhão (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Morreu, na noite desta segunda-feira (8), aos 87 anos, o senador José Maranhão (MDB-PB), vítima de Covid-19. Ele estava internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, há pouco mais de 70 dias. O corpo será levado para sua terra natal, Araruna, na Paraíba, onde será enterrado. Os protocolos de segurança sanitária não permitem velório quando a morte é causada pelo novo coronavírus.

Maranhão foi diagnosticado com Covid-19 no dia 29 de novembro. Ele chegou a votar no 2º turno das Eleições Municipais, mas horas depois apresentou sintomas de infecção pelo novo coronavírus, como febre e tosse persistente. O senador foi levado no mesmo dia para o Hospital Alberto Urquiza Wanderley (Unimed), onde fez teste para a Covid-19 e recebeu resultado positivo.

José Maranhão foi, então, internado, como precaução. Na ocasião, a assessoria do senador chegou a divulgar que ele estava tranquilo e bem. No entanto, no dia 3 de dezembro, ele sofreu uma piora no quadro de saúde e a família optou por transferi-lo para São Paulo. No Hospital Vila Nova Star, José Maranhão foi diagnosticado com insuficiência respiratória e intubado. O senador passou alguns dias respirando com ajuda de aparelhos.

Na segunda quinzena de dezembro, José Maranhão apresentou melhora e a ventilação mecânica foi retirada. Apesar disso, ele seguiu na UTI, sem previsão de alta, até o surgimento da nova complicação.

José Maranhão deixa esposa, a desembargadora Fátima Bezerra, e dois filhos, Maria Alice e Leônidas Maranhão.

Agência Senado

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas