Conecte-se conosco

Educação

MPPB discute perspectiva para a educação na pandemia com representantes do Estado e PMJP

Publicados

em

O Ministério Público da Paraíba realizou, nesta terça-feira, reuniões com as Secretarias de Saúde e de Educação do Estado e com representantes da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) para discutir as perspectivas para a educação, diante da pandemia, no Estado e na Capital.

A primeira reunião teve a participação do procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho; do corregedor-geral do MPPB, Alvaro Gadelha; do procurador de Justiça Francisco Sagres; dos promotores de Justiça Raniere Dantas (coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Saúde) e Juliana Couto (coordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Educação); do secretário de Educação, Cláudio Furtado; e do secretário executivo da Saúde, Daniel Beltrame.

O procurador-geral agradeceu a presença dos secretários e destacou que o Ministério Público está acompanhando as questões referentes à educação e retomada das aulas presenciais de forma gradual e com segurança. 

O secretário Cláudio Furtado falou sobre o Plano Educação para Todos em Tempos de Pandemia (PET-PB) que define o processo de retomada das aulas presenciais de modo seguro e que o retorno na modalidade híbrida estava previsto para o dia 1º de março na Educação Infantil e nos primeiros anos do Ensino Fundamental. Entretanto, devido ao agravamento da pandemia, o retorno gradual foi prorrogado. O secretário afirmou que o plano consiste em três etapas de retomada do sistema híbrido.

O secretário Daniel Beltrame explicou que é preciso avaliar o cenário epidemiológico nos próximos 15 dias para averiguar o impacto das últimas medidas restritivas tomadas pelo Estado, ressaltando que as escolas são locais de encontros obrigatórios. Ele falou ainda que, a cada etapa da reabertura, conforme o PET-PB, o Estado fará o inquérito sorológico.

O promotor Raniere Dantas falou sobre a necessidade de ser observada a singularidade de cada local para definição do retorno de aulas presenciais. A promotora Juliana Couto apontou que os gestores públicos devem olhar a educação como prioridade, destacando que a reabertura deve ser gradual e com cumprimento de todos os protocolos sanitários. Ele pontuou ainda os prejuízos pedagógicos para os estudantes com as escolas permanentemente fechadas.

O corregedor-geral destacou que a primazia deve ser a questão da segurança de acordo com a realidade da pandemia no momento. O procurador Francisco Sagres defendeu a implantação gradual do sistema de ensino híbrido com protocolos rígidos.

Ao final, os secretários informaram que, caso se mantenha o cenário de melhora da pandemia, como registrado nos últimos dias, haverá o prosseguimento do PET-PB, com previsão de retorno das aulas presenciais dentro do sistema híbrido ainda para este mês de abril.

Reunião com o Município

Na segunda reunião, os representantes do MPPB debateram sobre as medidas relacionadas à rede municipal de ensino da Capital com o procurador-geral do Município, Bruno Nóbrega, e com a diretora da Vigilância em Saúde, Aline Grisi. 

A diretora Aline Grisi explicou que haverá uma transição gradativa e monitorada e que todos os protocolos para as escolas municipais já estão prontos. Ela informou ainda que existe um comitê avaliando o cenário epidemiológico para a tomada de decisão sobre o nível da transição. 

Ainda conforme a diretora, haverá fiscais exclusivos nas escolas, cronograma de sanitização das unidades e testagem em massa de forma a garantir um ambiente seguro para estudantes e profissionais da educação.

Rate this post

Cidades

Escola Integral de Lagoa Seca conquista primeiro lugar do Nordeste no Prêmio de Propriedade Intelectual nas Escolas

Publicados

em

A Escola Cidadã Integral Técnica Francisca Martiniano da Rocha, de Lagoa Seca, venceu o primeiro Prêmio de Propriedade Intelectual nas Escolas (PI nas Escolas), com o projeto ‘Criação de Plástico Biodegradável de Batata-doce e capim braquiária’, desenvolvido pelo grupo de estudo da escola ‘Os Sapiens Educação STEAM’. A escola ficou em primeiro lugar no Nordeste na categoria ‘Planeta’ e recebeu a premiação no valor de R$ 4 mil.

O Prêmio PI nas Escolas é um concurso realizado pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial que tem o propósito de  identificar, valorizar e divulgar experiências educativas, inclusivas, equitativas, transdisciplinares e de qualidade, conforme o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) 4 aprovado pelos Estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), planejadas e realizadas por professores, gestores escolares de escolas das redes privada, federal, estadual e municipal de ensino, da Educação Infantil ao Ensino Médio e Profissionalizante.

O concurso foi realizado em cinco categorias: Criatividade – Educação para a inovação e produção artística; Cidadania – Educação para a cultura de respeito pela criação; Tecnologia – Educação para a ciência e inovação; Planeta – Educação para o aproveitamento sustentável e inovador dos recursos naturais; e Negócios – Educação para o empreendedorismo.

O projeto ‘Criação de plástico biodegradável de batata-doce e capim-braquiária’ foi inscrito na categoria ‘Planeta – Educação para o aproveitamento sustentável e inovador dos recursos naturais’, e desenvolvido por quatro estudantes da 1ª série do ensino médio. O projeto teve início no mês de maio, após identificar o cenário socioeconômico e ambiental de Lagoa Seca por meio da plataforma Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Cidades 2021.

Como foi desenvolvido – Com o objetivo de combater as queimadas e o lixo plástico, por meio da articulação e diversificação dos arranjos produtivos locais, através da Agenda 2030 levados à sociedade de Lagoa Seca, foi criado neste projeto um plástico biodegradável a partir da batata-doce e do capim-braquiária.

Para o desenvolvimento e criação do plástico, os estudantes tiveram o apoio e orientação de quatro professores de diferentes áreas: Biologia, Matemática, Química e do professor da base técnica do curso de Comércio ofertado pela escola. Segundo o professor de Biologia, Damião Queiroz, a ECIT Francisca Martiniano da Rocha está em reforma, no entanto, a Secretaria de Cultura de Lagoa Seca cedeu o espaço físico para os professores e alunos, que levaram os equipamentos e vidrarias para realizarem os experimentos.

“Foram realizados 22 encontros, sendo 14 de forma remota pelo google meet e oito encontros presenciais, seguindo todos os protocolos de saúde estabelecidos pelo Estado e o município. Os presenciais foram realizados de forma alternada em ambiente aberto e ventilado, ocorrendo no espaço da Secretaria de Cultura de Lagoa Seca”, contou o professor Damião.

Para a Gestora, Michelle Fialho, “o prêmio representa o ideal de protagonismo trabalhado em nossa Escola. Além de mostrar o potencial do Ensino Integral, as mudanças que o modelo proporcionou para a comunidade, o prêmio traz uma representatividade significativa para nossos alunos e toda a equipe. Alunos de escola pública, alunos da zona rural, que mesmo durante o ensino remoto mostraram empenho e dedicação à pesquisa desenvolvendo um trabalho único e inédito em nossa cidade”, ressaltou.

A estudante Valeska Silva destacou a importância do Prêmio. “O prêmio PI foi uma grande conquista, uma experiência ótima que tive na participação desse projeto. A escola se dedicou muito para nos ajudar na construção do bioplástico com toda a organização. Através desse projeto, consegui aprender várias coisas como por exemplo as ODS e o método científico que era um assunto que eu não  tinha conhecimento”, comentou.

Secom-PB

Rate this post
Continue lendo

Educação

Programa Jovens Embaixadores 2022 abre inscrições com 50 vagas para intercâmbio nos EUA

Publicados

em

O Programa Jovens Embaixadores abriu, nesta quarta-feira (17), as inscrições para a edição 2022 do programa. Neste ano, até 50 estudantes da rede pública de ensino de todo o Brasil com perfil de liderança e um forte espírito empreendedor serão selecionados para um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos, entre os meses de maio e junho de 2022. Durante o período, os estudantes participarão de oficinas sobre liderança e empreendedorismo e visitas a escolas, projetos de empreendedorismo social e reuniões com representantes do Governo, bem como outras atividades relacionadas ao tema do programa. Eles também visitarão projetos de empreendedorismo jovem e farão apresentações sobre o Brasil.

As inscrições seguem abertas até o dia 9 de fevereiro de 2022 e podem ser feitas por meio do site oficial do programa (https://jovensembaixadores.org.br). Na Paraíba, a Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT-PB) é a Instituição Parceira da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil para a execução do programa Jovens Embaixadores. Estudantes paraibanos podem enviar suas dúvidas e realizar um acompanhamento de inscrição através do e-mail [email protected]. A seleção dos estudantes será feita por meio de avaliação do desempenho escolar, provas escritas de proficiência em Língua Inglesa, além de entrevistas orais em Inglês.

Pré-requisitos – Os estudantes interessados em participar da seleção devem seguir alguns pré-requisitos, como: ter nacionalidade brasileira, ter entre 15 e 18 anos, ter pouca ou nenhuma experiência no exterior, jamais ter viajado aos EUA, ter boa fluência oral e escrita em Inglês, ser aluno do Ensino Médio da Rede Pública, pertencer à camada socioeconômica menos favorecida, ter excelente desempenho escolar, ter perfil de líder e empreendedor, ser comunicativo, possuir boa relação doméstica e escolar, estar engajado em atividades de empreendedorismo e impacto social.

Programa Jovens Embaixadores – O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa oficial do Departamento de Estado dos EUA e, no Brasil, é coordenado pela Embaixada e Consulados dos Estados Unidos da América. Entre os principais colaboradores estão o Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), a ampla rede de Centros Binacionais Brasil-Estados Unidos (BNCs), além de empresas que demonstram comprometimento com a responsabilidade social corporativa.

Secom-PB

Rate this post
Continue lendo

Educação

Enem 2021: cartão de confirmação com local da prova é liberado

Publicados

em

Candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 já podem consultar o local de prova na página do participante. O site apresentou instabilidades, mas o acesso já foi estabilizado.

O local da prova é divulgado no cartão de confirmação de inscrição do exame. O documento traz, entre outras informações, o número de inscrição, a data e o horário em que a prova será aplicada. O exame está marcado para os dias 21 e 28 de novembro.

O cartão também registra que o participante deve contar com determinado atendimento especializado, assim como tratamento pelo nome social, caso essas solicitações tenham sido feitas e aprovadas.

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas